Estudando Hospital de Acari

Pessoal,

Hoje tirei o dia para estudar mais as várias centenas de páginas que compõe a documentação da CPI do Hospital de Acari, da qual sou membro, instalada por requerimento do colega vereador Paulo Pinheiro, por quem tenho profundo respeito.
O objeto da CPI é investigar o contrato de terceirização entre a Prefeitura do Rio e a empresa GPS, que tem a gestão do hospital. As primeiras informações recebidas foram que a prefeitura havia pago mais de 82 milhões de reais para erguer um hospital que levou três anos para começar a funcionar. Assinou um contrato a partir de uma controvertida licitação de 340 milhões com uma empresa para gerenciá-lo por 60 meses.
Nos primeiros 9 meses de operação, em 2008, a prefeitura pagou sempre pelo valor máximo mensal do contrato, sem utilizar os serviços em sua plenitude e, no caso do centro de conveniência, por exemplo, sequer estava construído.
Enfim, há um desperdício de mais de 20 milhões de reais no período que tem que ser apurado. Quando terminarmos o estudo e o relatório, e quando for possível falar abertamente sobre todos os pontos apurados sem ferir os segredos de investigação, o farei aqui.
Abraços,
Paulo Messina
%d blogueiros gostam disto: