Inversão da Mão da Presidente Carlos de Campos

Carta aos Moradores da Marquês de Pinedo, Paissandu e Presidente Carlos de Campos

Prezados Moradores,

Está programada para domingo próximo, dia 28 de Novembro, a inversão da mão da Rua Presidente Carlos de Campos.

Como todos sabem, a rua vem sendo alvo de constantes assaltos e arrastões de bandidos que param um veículo no meio da via e vêm assaltando todos que engarrafam logo atrás, fugindo pela Paissandu utilizando-se do primeiro carro originalmente parado. Este por si só já é um primeiro motivo, uma vez que bandidos não fugiriam tão facilmente sob olhos da polícia – e presos no trânsito – na Pinheiro Machado.


Outro ponto importante, como pode ser visto no mapa acima, é que se estabelece um perímetro de ronda policial, hoje impossível de praticar. A polícia agora poderá entrar pela Paissandu, voltar pela Presidente Carlos de Campos e também pela Marquês de Pinedo. Hoje é impraticável uma vez que ao entrar na Paissandu, a polícia deve retornar lá na Farani ou Praia de Botafogo para voltar, dando tempo suficiente para a ação dos criminosos.

Ao me basear num abaixo assinado com mais de 500 assinaturas, bem como um ofício do comandante do segundo batalhão da PM, espero que possamos trazer melhor qualidade e segurança a todos os envolvidos, principalmente vocês moradores das três ruas.

Queria agradecer a manifestação e mobilização das centenas de moradores neste caso, e em especial do Sr. Luiz Athayde, que me trouxe o problema e esteve comigo na reunião de resolução junto à CET-Rio, bem como deixar meu muito obrigado à Presidente Cláudia Secin pela sensibilidade e celeridade na alteração por nós solicitada.

Há o inconveniente de ter que se dar uma volta um pouco maior para se chegar em casa (morador da Presidente Carlos de Campos), mas a segurança de nossas famílias não tem preço.

Abraços,
Paulo Messina
Vereador
Partido Verde – Rio
(21) 3814-2094
http://www.messina.com.br

Um pensamento sobre “Inversão da Mão da Presidente Carlos de Campos

  1. ivani quarta-feira, 6 abril 2011, 9:06 PM às 9:06 PM

    gostaria de saber como esta a nossa situação sobre a diminuição da nossa carga horaria.

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: