Metrô do Rio vai Piorar Ainda Mais

Pessoal,

Já dizia a Lei de Murphy: Nada está tão ruim que não possa piorar. E o Metrô vai nos provar mais uma vez a eficácia desta máxima.

Em 1983, o tempo de espera entre um trem do metrô e outro era de 3 minutos e meio. Nos dias de hoje, é de 6 minutos e meio, ou seja, quase o dobro (só para constar, esse tempo é chamado tecnicamente de headway). Em 1983, o cidadão conseguia fazer 577 viagens com um salário mínimo. Nos dias de hoje, são apenas 176 viagens com um salário. A linha 1 tinha sido construída para virem trens a cada 90 segundos, contando com seis carros. De fato hoje há apenas cinco carros, lembrando, a cada 6 minutos e meio. E desculpem se repeti esse dado absurdo do intervalo entre trens, mas é porque isso provoca a maior reclamação dos passageiros: a superlotação.

O custo social do efeito “lata de sardinha” é imenso. Pessoas começam a passar mal e isso é cientificamente medido e comprovado. Por exemplo, somente 4 pessoas podem ser transportadas por metro quadrado durante o prazo máximo de 25 minutos sem que ninguém se sinta mal. Se o quantitativo for aumentado para 6 pessoas por m², número absurdamente alto, só poderão ser mantidas nesta situação por no máximo 2 minutos. Acima disso, nem pensar, só estando sentadas, ou preparem as ambulâncias e os consultórios de psicologia para tratar traumas.

Originalmente idealizado para transportar 1.5 milhão de pessoas por dia, com trens suficientes e vindo rapidamente, o governo mais uma vez se curvou aos interesses da empresa concessionária em detrimento do que precisa a população: aceitou a modificação pela Metrô para atender 6 pessoas por m², num total máximo de 391 mil pessoas por dia e 26 mil por horário de pico. Ou seja, o serviço atenderá uma pequena parcela do projeto original e ainda por cima fora dos parâmetros de segurança para os passageiros(*).

Isso tudo sem contar com o absurdo que é unir os carros da linha 2 e linha 1 no mesmo trajeto 1A, sendo que um é automático e outro semi automático, o que poderá causar acidentes.

Como se isso não bastasse, agora modificaram o trajeto original da linha 4 (que vai até a Barra) para – de novo! – atender aos interesses da empresa concessionária. Entendam: a lei diz que, se houver outra linha, terá de haver outra licitação. Aliás, como é em todo país do mundo: há diferentes empresas operando as várias linhas. Mas aqui no Rio de Janeiro só se quer saber de dar benefício à empresa Metrô. Então, o que o governo fez? Mudou o trajeto original da linha 4 para que esta seja agora apenas um prolongamento da linha 1, evitando assim dizer que é uma linha nova – dispensando a licitação e entregando também à empresa atual. Simples assim.

O trajeto originalmente planejado para a linha 4 (em azul, acima) era para passar por Laranjeiras, Humaitá, Jardim Botânico e Gávea. Mas é claramente outra linha, pois está paralela nesses trechos, encontrando-se na estação General Osório e seguindo em frente até Alvorada.

No trajeto novo, apenas prolonga-se a partir da General Osório (acima, em vermelho) e há um “bacalhau” até Gávea (acima, em preto). É claro que está havendo uma grande reação dos moradores dos bairros que serão prejudicados, e daí nasceu o movimento popular “O Metrô que o Rio Precisa“. O problema é que, se as obras começarem na estação General Osório, a luta se acaba. Ah! Falando em General Osório, ainda tem mais um absurdo! O brilhante e ainda secretário de transportes (como?!?!?!?!) Júlio Lopes, que se vangloriou na época dizendo que a estação de Ipanema levou apenas 840 dias para ser construída, agora terá de refazê-la porque descobriu-se que está muito “raza”, ou seja, não cavaram o suficiente – daí a maravilhosa velocidade de construção.

O momento é de união entre os cidadãos e o Ministério Público, cobrando inclusive os deputados estaduais. Na Câmara de Vereadores há um movimento também, que é super necessário, inclusive fui co-autor junto com outros vereadores na representação ao MP, mas é uma iniciativa mais política do que prática, uma vez que a operação do Metrô é estadual. Por isso, vamos nos mexer! Só a opinião pública e mobilização popular poderá mudar esse quadro! Alô Redes Sociais!

Imaginem o que acontecerá com o volume de passageiros e a “lata de sardinha” quando houver o prolongamento até a Barra? Tudo para atender somente aos interesses das empresas. E aí, a população vai ficar só assistindo? Saiba como fazer mais pelo site do movimento: http://www.metroqueorioprecisa.com.br/

Abraços,
Paulo Messina
(*) Fonte de dados para elaboração deste post: Prof. Dr. Fernando McDowell

Marcado:, , ,

3 pensamentos sobre “Metrô do Rio vai Piorar Ainda Mais

  1. VIVIAN JANACHEVITZ quarta-feira, 2 novembro 2011, 3:58 PM às 3:58 PM

    Fica difícil expor uma opinião quando não tenho o menor conhecimento a respeito da viabilidade técnica e econômica de projetos do metrô. Mas fico muito mais incomodada com o BRT. Vi a pouco tempo o projeto do aeromóvel pra Nova Iguaçu do prof Mc Dowell e achei super interessante e muito mais aplicável às necessidades ao invés do BRT. Mas foi como eu disse, não tenho conhecimento pra afirmar isso :/

  2. Roberto C. Silva quarta-feira, 2 novembro 2011, 3:59 PM às 3:59 PM

    Como ex-metroviário culpo a população que exigia a privatização do mesmo e hoje, recebe os louros de governos como do ex-governador Marcelo Alencar e dos demais que vieram após o governo que dilapidou o patrimônio do Rio de Janeiro.
    Nada acontece a estes privatitistas do Brasil, amelheam uma fortuna do erário público comprovadamente e o próprio MP sabe e nada faz, não há a menor preocupação com um serviço barato e de qualidade para a população do Rio de Janeiro.
    O judiciário soube das falcatruas que foram as privatizações no Brasil e finge que não sabe e que tudo foi dentro da lei, porém sabemos que foi para atender aos grandes investidores internacionais que hoje se encontram com esta crise global e irá piorar cada vez mais.
    O que se pode esperar de governos comprometidos com o capital externo, que dá com uma mão e retira com a outra.
    Muito obrigado.

  3. METRÔ DO RIO AINDA PODE PIORAR? « Fernando Guida quarta-feira, 29 fevereiro 2012, 8:32 PM às 8:32 PM

    […] https://blog.messina.com.br/2011/10/06/metro-do-rio-vai-piorar-ainda-mais/ Share this:TwitterGostar disso:GostoSeja o primeiro a gostar disso post. […]

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: