Raspas e Restos Interessam… Revelações Decisivas sobre o Bonde de Santa Teresa

Pessoal,

Recebi com exclusividade denúncias seríssimas em relação ao sucateamento dos bondes de Santa Teresa. Quero aqui compartilhá-las com vocês, caros leitores, e conto com sua ajuda para podermos espalhar nas redes e exigir justiça. Somente a sociedade e a opinião pública poderão fazer a diferenta. Todos são importantes e basta um click para encaminhar aos seus contatos.

Com a justificativa de ‘reforma’, os bondes foram retirados da garagem da ‘Central Logística’ (empresa do Governo do Estado que gere os bondes) para serem levados à empresa TTrans, em Três Rios. Contudo, isso nunca aconteceu. A empresa recebeu apenas poucas unidades, 2 ou 3, para que fizesse a engenharia reversa, copiar a parte exterior e fazer, do zero, uma nova versão baseada em VLTs (Veículo Leve sobre Trilhos). Não houve revitalização nem reforma.

Mas então o que aconteceu com os 18 bondes históricos, com mais de 100 anos, tombados e Patrimônio do Rio de Janeiro? Essa é a pergunta principal de todo carioca, que estava sem resposta. Até agora.

Com a confiança motivada pela denúncia criminal que fiz ao secretário de transportes Júlio Lopes, funcionários – cujas identidades manterei sob sigilo de fonte – me procuraram e denunciaram uma série de supostas ilegalidades, com cópias de documentos e inclusive o local de um ‘cemitério de desova’ de bondes históricos (foto acima). Fomos até o local verificar e fizemos diversos registros. É chocante ver o patrimônio histórico de nossa gente, um dos símbolos do Brasil (e não só do Rio!) ao lado do Cristo e do Pão-de-Açúcar, tratados desta forma. Peças inclusive aparentemente novas e reformadas, como visto abaixo, expostas ao tempo, estragando. Isso é patrimônio público! O relatório que o DETRO fez ao governo do estado tem diversos erros, começando pelas quantidades de bondes que foram enviados à reforma e quantos ficaram na garagem. A verdade está finalmente às claras.

Um documento revelador conta muito bem o que aconteceu com os bondes históricos: uma ata de reunião da Diretoria da Central, que deixa claro que houve o desmanche e sucateamento, doa por valores simbólicos quase 60 toneladas entre aço (20 toneladas) e ferro (40 toneladas) para uma ONG chamada RIOSOLIDÁRIO. Cada bonde pesa 8 toneladas. Se tirarmos a madeira e outros materiais, sobram de 5 a 6 toneladas, portanto o quantitativo é correspondente a cerca de 10 a 12 bondes. Repito: Patrimônio Histórico tombado que foi desmanchado e DOADO (sequer vendido) como sucata. Documento abaixo.

De novo, o problema não para por aí. Este é o primeiro documento (acima) que tem a assinatura do próprio Júlio Lopes, ligado diretamente ao sucateamento dos bondes, que acabou matando pessoas na tragédia de 27 de agosto. A ONG RIOSOLIDÁRIO, que é uma empresa privada, para a qual os bens foram doados, tem à sua frente a esposa do Governador Sérgio Cabral, a Dra Adriana Ancelmo. Não entro no mérito aqui dos valores envolvidos, nem sugiro com isso que haja necessariamente benefício financeiro na transação além do necessário para dar prosseguimento ao belo trabalho social que a ONG faz. Mas o ponto real é: isso não era sucata. Era patrimônio público, histórico e tombado. E o valor de 22 milhões de reais para a TTrans transformar os bondes em VLT? Foi declarado ilegal pelo Tribunal de Contas do Estado. Os escândalos chegaram agora ao seu limite. E a RIOSOLIDÁRIO vendeu as 60 toneladas para empresas e com o dinheiro alimentou seus programas sociais.

Crime de Peculato: “É o fato do funcionário público que, em razão do cargo, tem a posse de coisa móvel pertencente à administração pública ou sob a guarda desta (a qualquer título), e dela se apropria, ou a distrai do seu destino, em proveito próprio ou de outrem”.

Crime de Improbidade Administrativa: “Causa lesão ao patrimônio público (art. 10) e que atentam contra os princípios da Administração Pública (art.11)”.

Você acha que está configurado? Cabe ao Ministério Público agora investigar e tipificar. E cabe ao governador limpar seu secretariado, se quiser que confiemos neste novo processo de revitalização dos bondes. A mensagem tem que ser clara para a população.

Dos cerca de seis bondes que não foram doados como sucata, um está no museu da Light e os demais continuaram operando sem peças de reposição, como o exemplo do bonde 10, aquele da tragédia. Fábio Tepedino, que assinou o documento de doação logo abaixo de Júlio Lopes, já foi exonerado. Com mais esse crime, não há como esperar nenhuma atitude diferente do governador, senão fazer o mesmo com o próprio secretário, então diretor-presidente da Central Logística.

Ainda estamos analisando os demais documentos que nos foram entregues, relativos a outros bens e não só de Santa Teresa, e vamos publicando as informações conforme as analisamos.

Já avisei a imprensa e enviamos release juntamente com este blog post a todos os veículos. O Ministério Público receberá cópia ainda hoje, na pessoa de seu subprocurador Antônio José, que está responsável pelo inquérito da morte daqueles possoas, bem como o delegado Jansen, titular da 7ª DP, responsável também pelo inquérito na esfera policial.

Abraços,
Paulo Messina

Marcado:,

10 pensamentos sobre “Raspas e Restos Interessam… Revelações Decisivas sobre o Bonde de Santa Teresa

  1. […] Clique aqui para ler na íntegra a denúncia! […]

  2. Karol quarta-feira, 19 outubro 2011, 8:43 AM às 8:43 AM

    Muito grata pelo trabalho Paulo, isso não pode ficar assim. CRIME!

  3. Leonardo Baldovino Vara quarta-feira, 19 outubro 2011, 4:53 PM às 4:53 PM

    Holá,
    O que tem mais “valor” é o cobre. Eles só descrevem aço e ferro. No filme não vejo os truques nem os motores de tracção (2 x bonde) nem os “controllers” (comandos), nem os compressores de ar, todos elementos “muito ricos” em cobre.
    Vejo só um “corpo” (costas) “vazio” de um controller (comando) na fotografía. E “só” três bastidores (longarinas azuis) de bondinhos no filme.
    A “resolução de doação” é de 2008. Mais… o filme dos “restos” dos bondes é quando ?
    Esses elementos todos, ainda existem ?

    Parabéns, e força nessa luta !!!
    Grande abraço,
    Leonardo Baldovino Vara

  4. rosana sexta-feira, 21 outubro 2011, 11:10 AM às 11:10 AM

    Valeu as informações!!! moro em Floripa mas sou fã dos Bonde de Santa !
    Será que algo será feito??
    abraço
    ro moraes

  5. Walter sábado, 22 outubro 2011, 8:32 PM às 8:32 PM

    Parabéns pela coragem das denúncias. tenha certeza de que vou repassa-las a todos os meus contatos, com a solicitação de que esses repassem aos seus também, afim de que essas denúncias cheguem ao maior numero de pessoas possíveis. infelizmente sou muito descrente no que diz respeito a uma punição, considerando que denúncias feitas por ministro (a exemplo da presidente do CNJ em entrevista a revista veja) denunciando a corrupção entre seus próprios colegas, além de magistrados e envolvendo grandes empresas, com a venda de sentenças, entre outras, não foram até a presente data, sequer comentadas nos meios de comunicação. de qualquer forma, todo esforço é válido. forte abraço.

    • Berenice quarta-feira, 2 novembro 2011, 5:09 PM às 5:09 PM

      Como o Velho nada vale para essas pessoas!
      Nem a história, nem o que fez a historia de Uma
      Cidade, de um bairro, que tem uma importancia
      para nossa Cidade Maravilhasa Inenarravel!

      Parabéns Vereador Paulo Messina! Precisamos de pessoas como o Senhor
      para ficar de olho no Patrimonio Histórico e Cultural do nosso Rio de
      Janeiro.
      Estaremos juntos nos proximos pleitos
      Um Abraço e até lá!
      Berenice Maria
      berepublicidade@globo.com

  6. Maria Lúcia da Cunha Fernandes quarta-feira, 2 novembro 2011, 4:52 PM às 4:52 PM

    Apesar de não conhecer, parabéns pelas suas denúncias, espero colaborar sempre enviando aos meus amigos por e-mail. Não aguento mais tantas indignidades em nosso País. No nosso Rio estamos roubados com tantos canalhas que aí estão, os safados só querem saber de comprar e obras isso que dá realmente dinheiro para eles roubarem, a saúde cada vez pior, educação nem se fala, transporte coitados dos usuários. Quanto aos bondes de Santa Teresa nunca tive coragem de entrar neles, eu via um total desleixo dos nossos governantes, culpo o povo em votar em pessoas como seu Sergio Cabral,Eduardo Paes etc, etc. Se não aprendermos a votar seremos sempre vítimas. Só querem fazer as coisas onde tem votos e bastante gente precisando de bolsas famílias, e muitas mais, mas nós que pagamos..
    Continue denunciando o que eu puder fazer para ajudá-lo conte comigo eu enviarei a todos os meus contactos.
    Abraços
    Maria Lúcia – Rio

  7. Geraldo Stille quarta-feira, 2 novembro 2011, 6:09 PM às 6:09 PM

    É uma pena isto ter acontecido. Conheci como usuario os Bondes nos anos 30. Nos anos 90 os conheci mais de perto (Tecnicamente). Nunca havia ocorrido um acidente como este ultimo, por falta de freios, pois os de emergencia segurariam o bonde, inclusive com reboque……….
    Somente a total falta de conhecimento técnico dos gestores (Politicamente indicados????), poderia ter levado a esse ato criminoso de sucateamento (de bens tombados???) um verdadeiro absurdo com a tradicional Historia de Santa Tereza, um total desrespeito ao Bem Público e a população usuaria deste meio de transporte. Isto sem falar das responsabilidades pelo ultimo acidente, em que absurdamente se procurou culpar o motorneiro……..sim, porque responsaveis ha pela falta de manutenção, alias palavrão em nosso Pais, onde só se quer inaugurar coisa novas.
    Agora mesmo se realizam novas obras faraonicas, sem respeito ao historico de nossa Cidade, mas as recuperações de Hospitais, Escolas, e mesmo do calçamento de nossas ruas ficam para as calendas gregas. Ha algo de podre na administração pública.

    Geraldo, engenheiro, 83 anos

  8. lahire marinho quinta-feira, 3 novembro 2011, 5:25 PM às 5:25 PM

    Está expicada a minha duvida do porque de só retornaram 3 bondes dos 18 enviados para conserto em Tres Rios..Talvezpor isso não tinha bonde para retornar ao ramal do Silvestre. A desculpa eram as enchentes e roubo da rede aérea mesmo depois de tudo reparado na Almirante Alexandrino.
    Em julho de 2004 estive pela primeira vez no Museo do Bonde onde também se localiza a garagem e oficinas dos bondes.Ela estava repleta de veiculos e seis bondes circulavam pelo bairro(dois para o Dois Irmãos, dois para o Paula Mattos e dois para o Silvestre, estes ultimos com vistas ao passeio especial de sabado na linha recentememte reefeita.
    Em fevereiro ultimo fui passer no bonde Dois Irmãos que ficou parado desde abril de 2010 por causa de postes avariados durante às chuvas de abril e que ficavam junto á rede aérea .Nunca na história dos bondes de Santa Tereza um reparo desses levou 10 meses para ficar pronto.
    Em maio deste ano retorneii ao Museo do Bonde e na garagem só existiam poucos veiculos e apenas dois estavam circulando no bairro.(um no Paula Mattos e outro no Dois Irmãos. )Ninguém sabia quando os outros bondes iriam retornar de Tres Rios.
    Indaguei sobre o aumento de bondes nos ramais Dois Irmãos e Paula Mattos para atender ao grande numero de turistas e passageiros que agurdavam na estação de embarque,além da tradicional pergunta de quando o ramal do Silvestre seria reativado.
    Parecia que o pessoal que trabalhava conduzindo os bondes ou administrando os mesmos tinha medo de falar apesar de se notar que estavam visivelmente contrariados e preocupados.Notei tristeza no olhar e na fala de muitos funcionários.Soube que estavam fazendo de tudo para manter os bondes ainda existentes.
    Agora eu pergunto onde foram parar os milhões dstinados à reforma dos 18 bondes uma vez que só tres retornaram e não servem para ladeiras ou curvas ?

  9. 10 motivos para #ForaCabral | Revista ConsciênciaNet: acesse a sua. segunda-feira, 19 dezembro 2011, 10:44 AM às 10:44 AM

    […] 4 – Permitir que a mesma primeira-dama receba, através de sua ONG Rio Solidário, toneladas de aço e ferro dos desmontes dos bondes tombados de Santa Teresa como doação para revenda. (Blog do vereador Paulo Messina) […]

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: