Observações sobre o Orçamento da Educação 2013 – Cidade do Rio de Janeiro

Pessoal,

Importantes decisões e caminhos para os tópicos listados, um dia produtivo e plenário lotado (24/10/2012). Compartilho com vocês minhas observações, feitas na Audiência Pública do Orçamento da Educação para 2013 na cidade do Rio de Janeiro. O Vídeo contém também as respostas da secretaria de Educação.

Observações Feitas:

(1) Educação Especial na Perspectiva Inclusiva: Solicitada por mim e prometida pela secretária na LDO de 2011, finalmente é anunciada pela Secretária de Educação a criação do cargo público para funcionar como facilitador (mediador escolar). A substituição dos estagiários por concursados trará estabilidade ao processo, e um quantitativo “permanente” aos quadros, ou seja, o aluno com deficiência contará sempre com esse profissional em turma comum. O próximo passo, após o concurso e a posse, será a capacitação do novo servidor de acordo com a deficiência que irá trabalhar. A previsão é já na próxima semana o projeto de lei chegar na Câmara, ou seja, é muito provável que teremos essa realidade já no início de 2013. Tempos no vídeo: 00:13 a 00:47 e resposta da secretária: 10:47 a 10:58.

(2) Agente Auxiliar de Creche: Proposta a criação de um novo cargo com escolaridade médio/normal para a categoria, o que seria inclusive mais barato para a secretaria, visto que teria que de qualquer forma ter PEI em todas as salas, além do atual cargo de auxiliar. Desta forma, o PEI poderia se concentrar na Pré-Escola e o novo cargo de “Professor de Creche”, nas creches. Isso seria lógico não só do ponto de vista econômico financeiro da Prefeitura, mas também de justiça com o servidor, já que a esmagadora maioria possui de ensino médio a pós graduação. A secretária concorda com essa idéia mas, segundo ela, o Conselho Nacional de Educação se posicionou que não poderia ser transformado o cargo de fundamental para médio normal pois a escolaridade original é diferente (baseado na constituição). Contudo, é importante notar que o passo agora é provarmos a legalidade da mudança, e o exemplo que, em São Paulo, o nível era elementar e passou para médio/normal. Estamos, como a secretária mesma coloca, “debruçados sobre o problema”, e a hora de solucionarmos é agora. Tempos no vídeo: 00:48 a 04:54 e resposta da secretária: 10:59 a 13:06.

(3) Agentes Educadores: Solicitei o aumento no quantitativo de Agentes Educadores que estão sobrecarregados. A secretária responde que farão o estudo e providenciarão a chamada em breve. Tempos no vídeo: 04:58 a 05:30 e resposta da secretária: 13:07 a 14:00.

(4) Plano de Cargos e Salários Unificado para Magistério: Fiz a proposta de realizar um estudo e apresentar o relatório ao longo do ano que vem à secretaria, pois o projeto deve ser apresentado com iniciativa da Prefeitura. A secretária responde que o prefeito Eduardo Paes já deu sinal verde para a construção do Plano. Tempos no vídeo: 05:35 a 06:25 e resposta da secretária: 14:01 a 14:52.

(5) Salário de PII 40 hs x Salário de PI 40 hs, Nível Superior: Uma das discrepâncias de não se ter o Plano de Cargos e Salários adequado fica clara quando se comparam os salários desses dois cargos, com mesma carga horária e formação, e salários diferentes (o PII recebe menos). A secretária responde que vão trabalhar rápido para achar a forma jurídica para resolver, e de nosso lado vamos preparar a proposta de correção, também com uma argumentação jurídica viável. Tempos no vídeo: 05:55 a 06:25 e resposta da secretária: 14:24 a 14:52.

(6) AACs Contratados: Há um grande quantitativo de Agentes Auxiliares de Creche que estão contratados com carteira de trabalho (celetistas), apesar de terem feito concurso público. Isso ocorre porque precisaram ser chamados para cobrir vagas criadas por novas creches fundadas, e o concurso original (o banco) expirou em abril de 2012. Ainda não houve o novo concurso por conta da discussão do item (2) acima. Como não se podia ficar sem profissionais nas novas creches, a solução que se encontrou foi a chamada, para contratação temporária, do banco original já vencido. Estou na luta pela efetivação desses servidores, e buscando a forma jurídica para fazê-lo. Enquanto estava na audiência, recebi uma mensagem de texto (SMS) dizendo que esses profissionais foram avisados que em 18 de dezembro seu contrato encerraria e os substitutos já estavam sendo chamados. Argumentei na mesma hora que os contratos poderiam ser estendidos por mais três meses (que é o limite legal), para que possamos continuar o estudo e vencer essa luta. O Subsecretário de gestão, Paulo Figueiredo, anuncia a extensão por mais 3 meses. Tempos no vídeo: 06:27 a 07:20 e 16:49 a 17:25 e resposta do secretário: 17:32 ao final.

(7) PEJA: Dou a sugestão para que a modalidade do PEJA (como um supletivo do ensino fundamental, para jovens e adultos) experimental à distância tenha pontos de apoio físicos na comunidade/bairro do aluno. Tempos no vídeo: 08:11 a 08:34 e resposta da secretária: 14:53 a 16:25.

(8) Proinape: Esse importante programa vem “definhando” pois não existe como política pública e os cargos não estão na Educação. Secretária responde que o TCM não os enxerga como educação. Aí está o caminho para solução, já marcamos audiência no TCM para a próxima semana, a fim de mudar essa visão, pré-requisito para podermos consolidar esse vital programa, que além de tudo também trabalha pelo envolvimento das famílias na escola. Tempos no vídeo: 08:35 a 09:35 e resposta da secretária: 16:27 a 16:48.

Foram momentos importantes de definições para nortear o trabalho neste fim de ano e 2013. E, em todos os casos, quando não foi dada a solução, o caminho foi apontado. Agora é percorrer e, como sempre, trabalhar muito.

Abraços,
Paulo Messina

44 pensamentos sobre “Observações sobre o Orçamento da Educação 2013 – Cidade do Rio de Janeiro

  1. Patrich Jordy domingo, 28 outubro 2012, 12:08 PM às 12:08 PM

    QUE DEUS DERRAME MUITAS BENÇÃOS EM SUA CABEÇA A FIM DE FAZER COM QUE VOCÊ CONTINUE MAJESTOSAMENTE MANDANDO TÃO BEM NAQUILO QUE SE PROPÕE E FAZER … A EDUCAÇÃO ESTÁ COM VOCÊ !!! OS AAC SÃO PAULO MESSINA PRA SEMPRE !!!

    • Maristela segunda-feira, 29 outubro 2012, 6:30 AM às 6:30 AM

      Messina, seus argumentos como sempre oportunos e objetivos. parabéns por seu trabalho!!!

    • Conceição Dantas sexta-feira, 2 novembro 2012, 5:00 PM às 5:00 PM

      Sou sua eleitora. Vejo sua dedicação para nós servidores da educação, mas eu como agente educadora não gostaria só de redução de carga horária, mas que pudessemos lutar por melhorias salárias ou mesmo aumentar o abono do pessoal de apoio 17042, já melhoraria um pouco mais nossa remuneração. Obrigada.

  2. Kelly domingo, 28 outubro 2012, 12:17 PM às 12:17 PM

    Messina, espero que realmente convoquem mais AEs, mas a verdade é que poderiam convocar “10.000” que, em alguns meses, voltaríamos ao ponto onde estamos. NINGUÉM quer permanecer em um cargo sem perspectiva, desrespeitado e completamente desvalorizado por todos.
    Mesmo assim, é um começo…e vamos trabalhar para que essa situação mude.
    Desde a chegada do AE, segundo a GM, houve redução de 40% do número de chamadas da ronda escolar. E isso vai muito além de um trabalho de segurança, pois a maioria de nós não tem o menor preparo para tal função.
    Isso é um trabalho de prevenção, de diálogo, de resolução de conflitos, de EDUCAR. Pois somos Agentes EDUCADORES e não Agentes de Segurança, substitutos de professor, peças chave de corredor ou qualquer outra coisa que tentem fazer parecer para nos diminuir.

    • Beatriz Moraes terça-feira, 6 novembro 2012, 3:55 PM às 3:55 PM

      Sou AEducadora e passo pelos mesmos problemas da massa… obrigada por ter iniciado algo a favor de nós… espero q um dia possamos nos reunir para que tenha uma maior noção da nossa realidade. Valeu!

  3. Rosemery Silva Alve Lourenço domingo, 28 outubro 2012, 12:20 PM às 12:20 PM

    Parabéns,estou muito feliz,propostas coerentes,humanas,que bom votei certo.

    ________________________________

    • Leona Gomes Graeter sexta-feira, 16 novembro 2012, 10:52 AM às 10:52 AM

      entendo e faço minhas suas palavras; Sou agente de portaria e me sinto muito pior…só lamentar….

  4. Fatima domingo, 28 outubro 2012, 12:44 PM às 12:44 PM

    Gostaria muito de saber se estão estudando sobre a incorporação da gratificação do professor de apoio à direção.

  5. Márcia Nunes domingo, 28 outubro 2012, 12:50 PM às 12:50 PM

    PARABÉNS POR SUA CORAGEM E ATUAÇÃO, VEREADOR! UM LEGÍTIMO PRESIDENTE DA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO. ESTOU ORGULHOSA DE SUA INTELIGÊNCIA E ARTICULAÇÃO, MOSTRANDO SEMPRE QUE O DIÁLOGO COM “EDUCAÇÃO” E EMBASAMENTO É SEMPRE O MELHOR CAMINHO.

  6. Márcia Nunes domingo, 28 outubro 2012, 1:00 PM às 1:00 PM

    Mas nossa secretária deveria se informar melhor com o que aconteceu com a transformação dos ADIS/SP em 2003, pois estava na secretaria de cultura do estado nesta época. O Paulo Malluf criou o cargo de ADI (AUXILIAR DE DESENVOLVIMENTO INFANTIL) em 1994 exigindo nível ELEMENTAR, que após, foi mudada a escolaridade p nível médio. Tenho esse PL muito bem guardado, assinado pelo PREFEITO PAULO MALLUF.

    Em 2003, quando os ADIS foram reconhecidos como PDIs (Professores do desenvolvimento infantil) Foi oferecido a formação de nível médio normal a todos que não possuíam, onde esta formação teve o incentivo do próprio MEC. Este programa serviu como piloto para que o MEC criasse o PROINFANTIL já em 2005.

    Vamos lembrar tb, vereador, que a própria gestão do EDUARDO PAES mudou a escolaridade do cargo da GUARDA MUNICIPAL antes der transformá-los em servidores estatutários. Tenho muito bem guardado esse texto enviado pelo prefeito ao presidente da câmara dos vereadores.

  7. Márcia Nunes domingo, 28 outubro 2012, 1:51 PM às 1:51 PM

    O primeiro concurso da guarda municipal foi nível FUNDAMENTAL, VEREADOR. O próprio prefeito em gestão mudou essa escolaridade para nível médio antes de passá-los a estatutários, usando uma manobra, transformando a empresa segurança S/A em autarquia. Interessante é lembrar que há poucos dias uma AAC lembrou a nossa secretária essa mudança de escolaridade da guarda no twitter, onde ela deu uma outra resposta ao que disse na votação do orçamento.

    Muriel nobrega ‏@NobregaMuriel
    @ClaudiaCostin AGuarda Municip era de nivel fundament e pas paramédio,o grande probl dos AAC é q fazems o papel do prof,isso a const deixa

    25 out Claudia Costin ‏@ClaudiaCostin
    @NobregaMuriel Sim, mas continuaram no mesmo cargo.

    Muriel nobrega ‏@NobregaMuriel
    @ClaudiaCostin SENDO Q ELES NÃO FAZEM O PAPEL DA POLICIA,É NÓS AAC FAZEMOS O PAPEL DO PROF

    Afinal, o problema é a escolaridade ou a mudança de cargo? Me parece que para SME seria muito mais interessante continuar a levar dois e pagar um. Poder, pode e a constituição permite sim, basta extinguir essa cargo criado com a escolaridade errada e aproveitar a nossa categoria no cargo a ser criado com a nomenclatura correta ao que verdadeiramente somos, PROFESSORES. O prefeito tem autonomia constitucional para essa atitude.

    ART. 41, § 3º DA CONSTITUIÇÃO:

    Art. 41. São estáveis após três anos de efetivo exercício os servidores nomeados para cargo de provimento efetivo em virtude de concurso público. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    § 3º Extinto o cargo ou declarada a sua desnecessidade, o servidor estável ficará em disponibilidade, com remuneração proporcional ao tempo de serviço, até seu adequado aproveitamento em outro cargo. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)

  8. Claudia domingo, 28 outubro 2012, 2:02 PM às 2:02 PM

    Vc é homem de coragem e cheio de ousadia!obrigada por nao esquecer de nós AACs concursados\contratados.Deus te abençoe.

  9. Márcia Nunes domingo, 28 outubro 2012, 2:05 PM às 2:05 PM

    A pesar de todos os argumentos, o mais claro é que a constituição é para todos. Os ADIs em SP tiveram em seu cargo inicial a exigência de nível “ELEMENTAR”, que após a mudança de nível para ensino médio, foi reconhecido em 2003. Se SP pôde, todos podem, pois a constituição é soberana e aplicável a todos os estados e municípios. Aqui no RJ temos como base para essa mudança a emenda na LDB em seu art. 61, onde passamos a ter esse direito legal após termos sido formados e habilitados ao magistério em EXERCÍCIO NAS CRECHES PÚBLICAS com o R$ público, onde a maior parte veio do governo FEDERAL (PROINFANTIL). Se esgotado todos os argumentos LEGAIS, devemos arguir a inconstitucionalidade dessa transposição em SP, assim como em vários outros municípios. Vamos ver quem será o corajoso a fazer com que PEIS em SP voltem a ser ADIS após 9 anos.

  10. Márcia Nunes domingo, 28 outubro 2012, 2:07 PM às 2:07 PM

    *Apesar.

  11. Márcia Nunes domingo, 28 outubro 2012, 2:20 PM às 2:20 PM

    O CNE está cansado de dar parecer favorável e declarar que os municípios tem autonomia federativa e por isso, não podem obrigá-los. Tenho um e-mail do novo secretário de educação básica, César Callegari, dizendo claramente que o empecilho são os secretários de educação dos municípios, pois ele é favorável.

    Eu tenho provas que até em cargos federais já houve essa transposição, não é Dr. Bernardo Brandão? Aqui é o país das maravilhas. Até acusado de desvio de verbas é inocentado. As leis tem brechas, assim como nossa constituição. Justamente para isso, uns podem, pois acham a brecha e existe boa vontade POLÍTICA e outros ACEITAM o erro.

  12. Alessandra Marques domingo, 28 outubro 2012, 4:31 PM às 4:31 PM

    O único voto do qual tenho certeza que nunca irei me arrepender, pois além de ser um excelente e competentíssimo profissional, é humano e coerente em suas propostas. Muito obrigada por você estar ao lado dos profissionais da educação e nos representar em grande estilo, junto à Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro!

  13. ALCIMAR ARAUJO domingo, 28 outubro 2012, 4:32 PM às 4:32 PM

    parabens…. meu eterno vereador….. ou qualquer cargo publico… em que exija voto…sera o meu candidato… de fato……. excelente o seu trabalho…… e tenho muito orgulho…. que meu candidato…. e competente…… sou agente educador (Escola Portugal) e peço…. que se pudesse lutar… por melhores salarios…. para a nossa classe…..como o senhor pode perceber….. e realmente…. irrisório e vivemos com muita dificuldade…. com o baixo salario….. desde ja agradecendo…. a sua atencao e sua competencia,,,,, um forte abraço…. e tenha sempre um excelente trabalho….

  14. Felipe Vieira domingo, 28 outubro 2012, 6:07 PM às 6:07 PM

    Forte abraço ! A luta continua .

  15. ca domingo, 28 outubro 2012, 7:15 PM às 7:15 PM

    Desde que entrei para Agente Auxiliar de creche venho acompanhando seu trabalho e interesse por nossas causas…Assistindo ao vídeo da Audiência Pública pude perceber que dei meu voto para o vereador certo e não estava errada quando em meio a tantas comentários eu falava vamos dar tempo ao tempo…Você foi bastante feliz em suas palavras quando coloca a situação das contratadas e mais feliz ainda quando ainda em audiência MENCIONA A MENSAGEM QUE RECEBEU FALANDO SOBRE O TÉRMINO DE NOSSO CONTRATO…Vamos aguardar…Grande abraço…Ah!!! Só p não perder o costume…Sou aquela única contratada que estava na reunião em Campo Grande…Lembra????
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  16. Ana Tavares domingo, 28 outubro 2012, 7:49 PM às 7:49 PM

    Messina vc está de parabénsssss!!!!! É de vereador assim que o Brasil necessita!!!!

  17. elisangela domingo, 28 outubro 2012, 8:54 PM às 8:54 PM

    Estou orgulhosa de ter votado em você. Ainda mais orgulhosa de ter convencido pessoas a votarem em você.

  18. clayton domingo, 28 outubro 2012, 9:14 PM às 9:14 PM

    Eu envio meus parabéns ao vereador, pois ele de fato se sensibiliza com a realidade dura, e porque nao dizer, totalmente errada que o prefeito tão bem aprovado e a sua secretária que “ele” chama de a melhor do Brasil, estão fazendo.

    Só peço que a todos aqui presente que têm conhecimentos, que denunciem para jornais de tv e rádio, sobre a realidade do Rj.

  19. MARCIA domingo, 28 outubro 2012, 10:41 PM às 10:41 PM

    Estou muito orgulhosa de ter vc como vereador, desejo que Deus ilumine sempre o seu caminho. Essa é a hora de lutarmos pelo nosso reconhecimento pois estamos há muito tempo nas creches fazendo de tudo para que as crianças tenham um desenvolvimento adequado. Já passou da hora. Devemos ser reconhecidos precisamos nos valorizar, já executamos muito a dupla função sem o devido reconhecimento.

  20. Valmir Henrique domingo, 28 outubro 2012, 11:22 PM às 11:22 PM

    Pouco tempo para falar mas sua fala foi de muita importância para a categoria!Obrigado por nos representar tão competentemente! Estamos juntos!!!!

  21. marta rosario segunda-feira, 29 outubro 2012, 9:10 AM às 9:10 AM

    sei sinceramente que voce lutara por todos nos AACS, o meu voto não foi em vão. Parabéns e que Deus lhe de sabedoria, a luta vai ser grande, mais sairemos vencedores pois temos um guerreiro a frente. VOCÊ.

  22. SOLANGE SOUZA segunda-feira, 29 outubro 2012, 10:25 AM às 10:25 AM

    a educao conta com vc bela iniciativa,no esquea da superviso dos cieps da mar.

    Date: Sun, 28 Oct 2012 14:55:15 +0000 To: souza_solima@hotmail.com

  23. Sandra segunda-feira, 29 outubro 2012, 10:55 AM às 10:55 AM

    Parabéns amigo Messina, me orgulho por ter participado da sua vitória nas urnas…

  24. sebastIana mauricia segunda-feira, 29 outubro 2012, 6:34 PM às 6:34 PM

    Messina, parabéns pela vitória me orgulho de ter contribuído e pode sempre contar comigo nessa grande empreitada que é a luta pela igualdade do ser humano.

  25. 2811tr segunda-feira, 29 outubro 2012, 8:53 PM às 8:53 PM

    CONTINUAMOS NESSE LUTA E COM CERTEZA SEREMOS VITORIOSOS,OBRIGADA VEREADOR.

  26. MIlena quarta-feira, 31 outubro 2012, 2:14 PM às 2:14 PM

    Estamos contigo meu vereador, a classe inteira de AACs acredita em voce e no seu trabalho, nao podemos cansar jamais, parabéns pelo seu trabalho verdadeiro e competente.

  27. cassia quarta-feira, 31 outubro 2012, 7:48 PM às 7:48 PM

    Meu nome é Cássia e na época da eleição eu escrevi em seu blog que com toda certeza o senhor iria ganhar!!! E ai está!!
    Bom eu vim até aqui para lhe pedir que me esclareça sobre o novo concurso de Professor II, que acabou der ser lançao, pois li no edital qeu quem passar e ficar no quantitativo de vagas terá que passar por um curso de formação!!!
    Só que este curso será de 8:00 á 17:00 hys, então se não estou enganada só podera fazer esse concurso quem está desempregado´pois nehuma escola ou serviço qualquer dispensa o funcionário 2 semanas p participar de curso de formação!!!
    E a participação desse curso nem lhe garante aprovação no concurso!!! Nos ajude !!,pois todos tem odiretito em participar desse processo seletivo.

    grata Cássia

  28. Jaqueline Glaucia sábado, 3 novembro 2012, 3:09 PM às 3:09 PM

    Parabéns Vereador Messina; fiz o concurso em 2007, passei na prova e aguardei todo este tempo para conseguir a vaga. Me chamaram há pouco tempo com esta “ideia” de contrato temporário.
    Estudei e lutei muito para passar na prova, me dedico a todo momento no meu trabalho (auxiliar de creche). Agora vão contratar novos candidatos para preencher a minha vaga?
    Não acho justo. Humildemente peço uma oportunidade para minha efetivação e para aqueles que se encontram na mesma situação que eu.
    Aguardo uma resposta, um forte abraço e estou na torcida por você.
    Grata.

  29. Andressa terça-feira, 6 novembro 2012, 6:50 AM às 6:50 AM

    Acho muito importante sua luta pelas Auxiliares de Creche, mas não é um pouco injusto com as PEIs? Por que você não luta pela exigência de nível superior para as PEIs, já que é o que a LDB manda e inclui a equiparação salarial de PEI, PII e PI. Lute por todos vereador, porque não sou AAC, mas meu voto foi para você. Abraços

  30. Andressa sexta-feira, 9 novembro 2012, 7:39 AM às 7:39 AM

    Vereador, não vi nada a respeito do salário das auxiliares. Com o novo cargo, PROFESSOR DE CRECHE, receberiam como as PEIs? O Sr. Viu o nível de dificuldade da prova de PEI? Quase todas as PEIs são graduadas de verdade e muitas pós graduadas, porque sabemos que a SME quer mão de obra qualificada, mas pagar pouco por isso e com o atrativo de um emprego estatutário as pessoas vão. As AACs que trabalham comigo não passaram em nenhuma das duas provas e serão professoras de qualquer jeito? Amo a idéia de ir para Pré escola, mas não creio que a maioria das AAC sejam formadas e pós graduadas. Sei que o Sr. conversa com muitas AAC. Já observou o quanto falam errado? *seje, *menas, *as criança… As crianças se espelham em quem as educa. Fiz o curso normal, pedagogia e sou especialista em Educação Infantil. Penso que todas as auxiliares deveriam ser formadas para dar um melhor apoio aos professores, como em muitas escolas particular, mas não concordo em colocá-las sendo professoras sem passar por concurso. Vereador, não é fácil trabalhar com AAC querendo competir com os professores dentro de sala. Afirmo que elas não estão tão interessadas na EI quanto parece. Na verdade são vaidosas e oportunistas, que tentam atrapalhar o trabalho das PEIs por terem saído de sua suposta posição de professora para serem colocadas no lugar de auxiliares, conforme fizeram concurso. Concordo quando alegam o desvio de função por muito tempo, mas pra serem professoras do municipio precisam passar no concurso para provarem que realmente entendem de Educação Infantil. O Sr. Já observou quer nos hospitais existem técnicos em enfermagem e os formados em enfermagem? As funções são somente parecidas, mas o nível de conhecimento é outro. Entende o que estou falando?

  31. vanessa sábado, 10 novembro 2012, 4:14 PM às 4:14 PM

    olá, meu grande vereador, tenho acompanhado toda a sua trajetória nesse governo, é muito bom saber que de fato temos com quem contar sou AAC concursado/contratado.

  32. SOCORRO domingo, 18 novembro 2012, 9:52 AM às 9:52 AM

    Bom Dia Vereador Paulo Messina
    Venho por meio deste mail ,desabafar.Ao invés de ficarem querendo aumentar a carga horária das crianças,deveriam se preocupar em salvá-las verdadeiramente,isto é,oportunidades de quando saírem das creches terem chances de se tornarem cidadãos de bem,estudarem etc…
    A maioria das crianças que estudam em creches,colégios públicos,vem de famílias com GRANDESSS problemas sociais,algumas já dando indícios que se nada for feito,se perderão na vida.As creches públicas,escolas, precisam URGENTEMENTE de Psicólogos,Assistente Social,Médicos.Não adianta só pedagógico,comida,carinho,banhoetc..Nós educadores não somos MÁGICOS!!!Fazemos o que podemos!!!! Se querem mesmo salvar estas crianças,mudar a história de nosso país,então, elas precisam de acompanhamentos se estendendo a seus familiares.Algo URGENTEMENTEE precisa ser feito!!

  33. Shirley Souza quinta-feira, 22 novembro 2012, 12:27 PM às 12:27 PM

    Agradeço pela sua luta pela categoria de todos que ajudam na educação. Meu marido entrou como contratado em agosto (se enquandra no item 6) estamos anciosos para ver se esses trabalhadores serão efetivados, pois ja estão adaptados a rotina das EDIs. Seria muito chato eles não serem dispensados, além de um enorme quadro de desempregados, haveria o problema de nova adaptação para aqueles que seriam chamados para ocupar seus cargos. Acredito que poderia haver lugar para os contratados e também para as pessoas que fizessem um novo concurso, pois a carência de creches, EDIs e escolas em nosso estado é muito grande. Que Seu caminho seja iluminado sempre. Muita paz.

  34. Shirley Souza quinta-feira, 22 novembro 2012, 12:30 PM às 12:30 PM

    corrigindo meu comentário ” …seria muito chato eles serem dispensados…”

  35. jefferson ribeiro farei domingo, 25 novembro 2012, 3:26 PM às 3:26 PM

    Acho que agora temos uma base para reinvidicar uma mudança de escolaridade no nosso cargo, por causa desta nova função no quadro de apoio. Serve como embasamento para lutarmos por um vencimento um pouco maior, já que nós já trabalhamos 8h por dia. Há também o fato de que em nenhuma área privada, por exemplo, se pede uma escolaridade tão baixa como a que foi pedida para o nosso cargo. Eu quero lutar por esta causa, e de repente, o próprio vereador Paulo Messina possa avaliar esta situação e nos dar uma opinião.

  36. SOCORRO quarta-feira, 5 dezembro 2012, 7:55 PM às 7:55 PM

    Fico boba com certas pessoas que tentam prejudicar as outras,com certeza Deus está vendo senhora Andressa.Sou AAC,não fiz o concurso de PEI pois não quis,sou professora,também tenho faculdade e estou fazendo outros concursos,,já passei em alguns,continuarei fazendo pois temos sempre que procurar melhorar.O Vereador Messina está por dentro de tudo,sabe verdadeiramente qual nossa luta.Outra coisa, vc não é melhor do que ninguém por ser PEI.
    Será que todas as PEIS são tão eficientes,melhores que as AACS?Se for falar de estudo…tem muitas PEIS SEM FACULDADE E MUITAS AAC COM FACULDADE, NÃO SABIA?Se informe melhor e não se ache melhor que os outros pois o mundo dá muitas voltas.
    Ps:Será que na vida você passou em todos os concursos que fez até hoje? creio que não.

  37. Anonimo quinta-feira, 6 dezembro 2012, 5:24 PM às 5:24 PM

    SOMENTEEE para as pessoas que se acham melhores que as outras!!!!!!!!

    Na creche onde trabalho,TODAS as PEIS, um dia foram AAC e passaram no concurso de PEI com êxito.Muitas começaram como Recreadoras,fizeram o concurso de AAC,passaram e depois fizeram o de PEI passando e agora atuam neste cargo.Algumas tentaram novamente o concurso para tentarem uma dupla matrícula,algumas não passaram,outras só numa etapa e outras NOVAMENTE passaram.Todas são dedicadas,amam o que fazem,não esqueceram de onde começaram e antes quando eram Recreadoras,AAC,tinham o mesmo amor e dedicação.
    RESPEITO!!! esta é a palavra que devemos ter pelas pessoas.Nosso Vereador não é bobo,nem tolo,sabe muito bem porque está lutando pelas AACS.

  38. Alessandra Borges quarta-feira, 12 dezembro 2012, 4:37 PM às 4:37 PM

    Com esta secretária e este prefeito, não iremos consegui o nosso objetivo fácil assim, se para a redução não foi fácil imagine o enquadramento.
    Temos é que nos unir e irmos à luta, pois o prefeito e a dona secretária sabem o que é certo, mas porém ela por ser economista e ele que é a favor da privatização não vai nos dá isso de bandeija.

  39. Jorge Henrique Cristiano da Costa domingo, 30 dezembro 2012, 6:32 PM às 6:32 PM

    Gostaria, como Professor da SME/RJ, tendo duas matrículas nessa Secretaria,Mestrado na área de Língua Portuguesa e me sentindo desvalorizado com o salário pago pela Prefeitura e com a ausência de um Plano de Carreira que valorize o docente pelo tempo de serviço, como, por exemplo,um interstício de 12 a 15 por cento(como ocorre no Estado) e pela aquisição de títulos(Especialização, 15%, Mestrado, 25% e Doutorado, 30 a 40%). Só dessa forma iremos, Prezado Vereador reeleito Paulo Messina, recuperar a valorização que outrora tivemos e iremos chegar, por exemplo, ao nível salarial de Prefeituras como Nova Iguaçu, Duque de Caxias e Angra dos Reis, que por mais importantes que sejam para nosso Estado, não têm a importância com que nosso município contribui para a Educação brasileira, tendo, pois, a maior rede escolar da América Latina. Precisamos ser valorizados e contamos com seu apoio nesse briga!!

  40. Jorge Henrique Cristiano da Costa domingo, 30 dezembro 2012, 6:39 PM às 6:39 PM

    Corrigindo o início de minha explanação:
    Como Professor da SME/RJ, tendo duas matrículas nessa Secretaria,Mestrado na área de Língua Portuguesa, sinto-me desvalorizado com o salário pago pela Prefeitura e com a ausência de um Plano de Carreira que valorize o docente pelo tempo de serviço, como, por exemplo,um interstício de 12 a 15 por cento(como ocorre no Estado) e pela aquisição de títulos(Especialização, 15%, Mestrado, 25% e Doutorado, 30 a 40%).
    Só dessa forma iremos, Prezado Vereador reeleito Paulo Messina, recuperar a valorização que outrora tivemos e iremos chegar, por exemplo ao nível salarial de Prefeituras como Nova Iguaçu, Duque de Caxias e Angra dos Reis, que por mais importantes que sejam para nosso Estado, não têm a importância com que nosso município contribui para a Educação brasileira, tendo, pois, a maior rede escolar da América Latina. Precisamos ser valorizados e contamos com seu apoio nesse briga!!

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: