O Assacu de Copacabana

Pessoal,

A história do Assacu da Pompeu Loureiro parece tirada de uma obra de Kafka.

Essa não é só uma história de luta pela natureza. É muito mais que isso. É uma história de arbitrariedade e desrespeito total às leis. Faz com que tenhamos uma insegurança generalizada em relação à ordem pública.

Assacu-copa

Num passado não tão longínquo, quando sua casa, numa das principais ruas de Copacabana, foi vendida para dar lugar a um prédio, o proprietário fez constar em cartório que a árvore centenária deveria ser preservada, como parte do acordo de compra e venda do imóvel. Essa é a razão principal do prédio número 94 ter sido construído recuado em relação à rua, e ao assacu.

assacu-antigo

Recentemente, em 2006, um decreto municipal veio torná-lo, por força de lei, imune ao corte. É portanto uma árvore tombada.

Ao longo dos anos, contudo, o prédio foi avançando em direção à árvore, especialmente na criação de uma expansão da garagem.

Neste mês, o sindico do prédio teria pedido, então, a derrubada da inconveniente árvore porque sua raíz estaria destruindo a viga da garagem.

A surpresa maior é que equipes da Comlurb foram ao local e iniciaram o corte do saudável e centenário assacu, que estava no local desde antes da ocupação do bairro.

assacu-comlurb

Quando metade da copa já havia sido mutilada, moradores conseguiram uma liminar para impedir o resto da derrubada. Os sinais da violência permanecem.

É preocupante que um técnico tenha dado o parecer favorável à derrubada deste exemplar histórico. É alarmante que um crime tenha sido cometido justamente por quem tem que zelar pela execução das leis.

As equipes não podem sequer alegar desconhecimento. Ao pé do Assacu, uma placa da própria Prefeitura está muito clara:

assacu-prefeitura

A preocupação com a árvore é uma parte da história, que nos revolta é claro. Mas o terror do fácil e banal atropelo da lei, este mais que tudo, tira minha paz.

Vou reunir um grupo de representantes dos moradores e vamos até a Fundação Parques e Jardins para entender e buscar remediar, bem como identificar o técnico responsável.

A Comlurb sempre foi uma empresa responsável, das mais eficazes do poder público municipal. E a Parques e Jardins com seus técnicos concursados, sempre na defesa do meio ambiente. O que aconteceu? Será possível salvar a árvore, já tão mutilada? E a transgressão, o que será feito quanto a isso, para que jamais se repita?

Abraços,
Paulo Messina

17 pensamentos sobre “O Assacu de Copacabana

  1. Elisa Rocha Da Silva Silva segunda-feira, 11 março 2013, 7:32 PM às 7:32 PM

    é um absurdo!

  2. Berenice Wassita segunda-feira, 11 março 2013, 8:29 PM às 8:29 PM

    Existem muitas árvores nas ruas do Rio e de outras cidades que precisam de poda. Aqui na Vila da Aeronáutica do Galeão uma árvore caiu e derrubou um muro e amassou um carro. Parques e jardins não tomam providências nos casos que oferecem perigo a população. É preciso manutenção até para que as árvores possam renovar-se e os novos galhos terem mais vigor. Cortar aleatoriamente e por pessoas despreparadas é crime. Nosso país é imediatista: soluções rápidas que a longo prazo não são medidas as consequências. É lamentável essa atitude irresponsável.

  3. Mauro Mello terça-feira, 12 março 2013, 11:04 AM às 11:04 AM

    É um desmando. O público a serviço de um síndico de um prédio.

    Absurdo.

  4. flavia terça-feira, 12 março 2013, 11:24 AM às 11:24 AM

    Indignada me sinto. Interesse de um, desrespeito total !!!! LAMENTÁVEL.

  5. Pat Kovacs terça-feira, 12 março 2013, 2:12 PM às 2:12 PM

    É preocupante mas não surpreendente as atitudes que têm sido tomadas em relação à flora urbana carioca, que neste governo municipal vem sofrendo verdadeiro genocídio. E a Comlurb juntamente com a Parques e Jardins deixou de ser a instituição que fora. Por exemplo, uma semana após o temporal que pôs (mais-uma-vez) a Praça da Bandeira de pernas pro ar, ainda se vê montes de lama e lixo nas calçadas e galhos quebrados das árvores balançando ao vento, só esperando uma rajada mais forte para desabar sobre a cabeça de algum transeunte.
    Estamos sobrevivendo a um dos piores governos municipais da história do Rio, só isso.

  6. Zilka P. Leite terça-feira, 12 março 2013, 5:47 PM às 5:47 PM

    Muito triste. Mas o que podemos fazer, se estamos mandados e comandados por poderosos sem nunhum criterio de respeito a natureza. LAMENTAVEL!!

  7. julia terça-feira, 12 março 2013, 5:49 PM às 5:49 PM

    É muito engracado da parte dessa sosiedade,quando se tira casa como tirarom aminha me deixando na rua todo a sosiedade achou bom dizendo que eu estava em legal,fiquei na rua com meus 5 filhos e um neto de 1 e 8 meseis a area é particular e nossa temos documento,e ate hoje nuna obtive na da estar na justica agora tirar uma árvore tem mais valor do que arrancar uma familia de detro de uma casa e demolir com tudo detro não tem lei ,acho que meus familiares ja tem uns 80 anos nesse tereno passando de pai para filho.ai a sociedade acha bonito dizendo que o choque de ordem fez bem

  8. Valeria Santos quarta-feira, 13 março 2013, 12:56 AM às 12:56 AM

    LAMENTÁVEL.

  9. Izinho quarta-feira, 13 março 2013, 2:35 AM às 2:35 AM

    À Fundação de Parques e Jardins e à Comlurb, a placa esta ali ao pé da linda arvore e não é por acaso. Para quem sabe ler, um pingo é letra !!! E agora ??? Agora, tem que “assar o **” deste “técnico irresponsável” !!! Muito triste, isso é COVARDIA com a natureza !!!

  10. mauricia panaro quarta-feira, 13 março 2013, 8:56 AM às 8:56 AM

    queremos acompanhar a evolução desse caso, poderia postar o nome do sindico ? mas vou fazer o levantamento de todas as informações … tanks !!!

  11. Christian Dahl quarta-feira, 13 março 2013, 1:45 PM às 1:45 PM

    Pena que tudo isso só aconteça em bairro nobre,alguns lugares ESQUECIDOS nem poda ,nem corte ,nem indignação publica.Isso é Brasil!!!!.

  12. Silvia Helena Moreira Rangel quarta-feira, 13 março 2013, 11:08 PM às 11:08 PM

    Infelizmente, temos que assistir a essas atitudes covardes! Afinal, árvores não podem revidar, não é verdade? Nossa natureza está sendo destruída! O prefeito do Rio de Janeiro, ao se candidatar para vereador, veio aqui no meu condomínio e nos disse que se fosse eleito, transformaria a reserva ecológica do Recreio, em um complexo hoteleiro. Argumentei que tínhamos que preservá-la e ele, na sua ignorância, replicou que nessa reserva não havia bicho nenhum! Além de tudo, é cego, o coitado…As capivaras, jacarés, micos, jacús, lagartos, gambás, os quero-quero, corujas, sabiás e as demais aves e animais que vemos por aqui, são fruto de nossa imaginação!… A sensibilidade não anda junto com a ganância! Ele se elegeu vereador e prefeito, com a ajuda das grandes empreiteiras, porque o negócio dele são as OBRAS (não as sociais, mas as que dão lucro!) mas jamais com voto meu! Peço que a população preste muita atenção a esses desmandos e seja muito mais seletiva na hora de eleger alguém! Eles vêm com aquele jeitinho de bons moços, mas visam, apenas a grana, muita grana…

  13. Luiz Zahar sexta-feira, 15 março 2013, 6:53 AM às 6:53 AM

    Não deixem de assinar a petição pela interrupção de todas as atividades criminosas que envolvem a poda e a derrubada da centenária árvore (Assacu) da Rua Pompeu Loureiro, em Copacabana, Rio de Janeiro.
    http://www.avaaz.org/po/petition/Quero_a_permanencia_da_arvore_Assacu_na_Rua_Pompeu_Loureiro/?aEHzIcb

  14. Mauro sábado, 16 março 2013, 8:19 PM às 8:19 PM

    Amanhã estaremos no calçadão central de Copacabana, desde as 10 da manhã, pegando assinaturas, em frente a Rua Barão de Ipanema. Seria uma honra contarmos com sua presença e apoio.

  15. Claudia quarta-feira, 20 março 2013, 7:23 PM às 7:23 PM

    O motivo da árvore estar em risco de queda é facilmente identificável: é só dar uma olhada no Google street view. Sem querer o Google flagrou uma obra em torno da árvore. Devem ter sido cortado raízes que comprometeram a estabilidade da árvore. Um crime que precisaria ser investigado e punido!

  16. giselelevyGisele domingo, 31 março 2013, 7:36 PM às 7:36 PM

    Eu fico profundamente sentida quando fico sabendo de uma atrocidade como essa. É uma pena, mas é a nossa realidade. Precisamos estar sempre atentos. Aqui em Laranjeiras, vez por outra acontece uma coisa dessas. O bom desse acontecimento é que uniu pessoas sensíveis e interessadas na preservação do nosso meio ambiente…

  17. João Carlos Reis sábado, 6 abril 2013, 3:02 PM às 3:02 PM

    Sei que não vai ser publicado, pelo menos na integra. O negócio é “botar fogo”. Inclusive com mentiras, ou desinformação, como aquela de que a garagem do prédio “avançou”, quando, na verdade o prédio foi projetado, e construído em 1978, tal com se encontra hoje.
    Projeto arquitetônico com o prédio recuado, elaborado em função de, e respeitando a árvore e sua copa.
    Enfim é posar de herói e angariar…. muitas coisas.
    Mas, vamos lá. Sou morador do primeiro andar do edifício que tem o assacú em frente, há 15 anos. Ninguém sofreu mais do que eu, e principalmente os meus vizinhos de prédio, com o corte da árvore centenária, que nos fornecia um maravilhoso painel de verde, além de sombra e privacidade.
    Mas, o fato é que há sintomas de que a árvore está morrendo, de acordo com as equipes de técnicos engenheiros florestais do Parques e Jardins, que vem monitorando a árvore há pelo menos 04 anos, desde que foi constatado, em 2009 pelos mesmos técnicos, que as raízes da árvore começaram a se elevar. Estavam subindo, estavam aflorando à superfície (sinal de morte iminente da mesma).
    Tal fato ficou evidenciado quando a mureta e todos os vidros do painel frontal da garagem foram quebrados àquela época pela pressão das raízes que se levantaram.
    Por este motivo, por estar morrendo, segundo aqueles mesmos técnicos, a árvore oferece riscos de queda, com incalculáveis consequências de morte e danos materiais.
    Segundo os técnicos, a queda da árvore não pode ser prevista, não há como saber o estado das raízes abaixo da superfície, mas, pode ocorrer de um momento para o outro.
    Daí, pelo sim pelo não, o mesmo Parques e Jardins que solicitou o decreto de tombamento da árvore, decidiu pela sua remoção imediata.
    Até para evitar que caia durante um congestionamento do trânsito na Pompeu loureiro, com ônibus, automóveis e outros veículos parados e impossíveis de se locomover e fugir a uma tragédia que pode se abater sobre eles (qualquer um de nós pode estar dentro de um dos veículos).
    É isto que tem que ser levado em conta. Cortar uma árvore maravilhosa como esta sem um motivo perfeitamente justificável seria coisa de… malucos……

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: