A Marina da Glória do Povo Carioca

Pessoal,

No dia último dia 2, realizou-se na Câmara Municipal do Rio de Janeiro uma audiência pública com a finalidade de discutir o impacto ambiental e o aspecto urbanístico decorrentes das obras que serão implementadas na Marina da Glória. O projeto é de iniciativa da REX Empreendimentos Imobiliários, empresa do grupo EBX (Eike Bastista) que, segundo informação de seu representante, o Sr. Marco Adnet, possui a concessão da área desde 2009.

marinagloriaApós a apresentação do projeto, fui à tribuna levantar alguns pontos que achei fundamentais, visto que sou representante do verdadeiro dono da área, que é o povo da cidade do Rio de Janeiro. Afinal, na qualidade de proprietária, a população carioca é sócia no negócio. O primeiro deles diz respeito ao aspecto comercial. Que tipo de uso terá o prédio de 15 metros que vai ser construído ali? Será utilizado só para eventos náuticos ou para outras finalidades também? Será utilizado como extensão do Hotel Glória, também de propriedade do grupo EBX, para realização de convenções? Se essa é uma das intenções do projeto, precisa estar claramente expressa no contrato de concessão. Além disso, precisamos discutir e avaliar se essa utilização será economicamente vantajosa para a população da cidade do Rio de Janeiro, proprietária do espaço e, portanto, parte interessada no negócio. Resumindo: A empresa de Eike Batista quer lucrar estimados 40 milhões anuais usando área pública. O que ele vai oferecer de benefício à população?

A empresa alegou que a área do Parque dos Piqueniques, que hoje está cimentada e cercada, vai ser arborizada e reintegrada ao restante da área, e que esta seria uma contrapartida. Ora, quando se compra a concessão de uma área, compra-se também o seu passivo. Portanto, é obrigação do detentor da concessão restaurar a área concedida e, por essa razão, não vejo contrapartida nenhuma nisso. Restaurar o Parque dos Piqueniques não é mais do que obrigação da REX. O mesmo ocorre quando alegaram que a Marina da Glória está abandonada, degradada e irão reformar. E que a Marina será aberta ao público. Ora, já não é?!

É CLARO QUE A MARINA ESTÁ DEGRADADA! É CLARO QUE QUEREMOS UMA MARINA MELHOR!

Mas isto não é mais do que a obrigação já existente no contrato de concessão, e tampouco pode ser apresentada como contrapartida para permissão de novo empreendimento. Cumpra-se o contrato.

(Abaixo, o debate entre minha fala oficial e a da empresa na audiência).

Depois de considerar o aspecto comercial-contratual, abordei também a questão urbanística. É de responsabilidade da Câmara Municipal decidir sobre o uso do solo da nossa cidade. Segundo a Lei Orgânica do Município, que é a nossa Constituição municipal, a área do Parque do Flamengo não é edificante, ou seja, é vedado por lei qualquer tipo de edificação ali. Para que isso se modifique, é necessário que dois terços do Legislativo carioca, ou seja, 34 vereadores, aprovem essa alteração no texto legal. 

Um outro ponto que questionei foi o de que, segundo a apresentação da REX, o projeto preza pela sustentabilidade. Como pode ser sustentável, se vai oferecer 600 vagas para automóveis sem dispor também de serviço de traslado? O que vai acabar acontecendo é que quem tiver o empreendimento como destino vai estacionar no Parque do Flamengo, aumentando ainda mais o fluxo de veículos no local.

usuariosmarina

(Acima, usuários da Marina em reunião posterior à audiência, sobre organização da próxima)

Temos que ter outra audiência para ouvir a população, em especial os usuários da Marina que, apesar de presentes, não tiveram tempo de expressar suas opiniões. É possível ter acesso às suas posições na íntegra por este link, não deixe de conferir (clique aqui).

Quero agradecer a imprescindível colaboração dos filiados do Partido Verde que, em reunião comigo no início de Abril, fizeram importantes contribuições para formação das idéias a respeito deste assunto. Vamos cobrar nova audiência e a participação popular.

Abraços,
Paulo Messina

15 pensamentos sobre “A Marina da Glória do Povo Carioca

  1. Ana Maria Serra de Oliveira quinta-feira, 11 abril 2013, 11:11 PM às 11:11 PM

    Vamos fazer tudo que for possível para barrar esse projeto. Ele que procure outro local para construir seja lá o que for…a cidade não é dele!!!

  2. Rosa Maria quinta-feira, 11 abril 2013, 11:24 PM às 11:24 PM

    Ele esta visando muitos milhões que entraram no seu bolso,o meio ambiente não prioridade pra eles.

  3. Rosângela sexta-feira, 12 abril 2013, 9:33 AM às 9:33 AM

    Ele quer comprar o Rio de Janeiro, pois já viu que dá muitos lucros!!!!!
    O povo que se dane…Aí eu me recordo daquele personagem político corrupto, do saudoso Chico Anísio que dizia: “ODEIO POVO! O POVO QUE SE EXPLODA!”
    Com o aval da politicagem, ele vai conseguindo o que quer!!!!
    DEUS ESTÁ VENDO TUDO E REGISTRANDO, PODE ESTAR CERTO QUE ELE IRÁ COBRAR!!! Como essa gente, só acredita no que vê e no que possui, o DEUS deles é o DINHEIRO, quando chegar a hora da cobrança, DEUS dará o que eles merecem….UM A UM !!!!

  4. Cleyton Carlos Silbernagel sábado, 13 abril 2013, 3:52 AM às 3:52 AM

    Vocês fala maus dos seu vizinho eike Bastista mora na marina da gloria ele que transformar o lugar melhor.

  5. Cleyton Carlos Silbernagel sábado, 13 abril 2013, 3:54 AM às 3:54 AM

    Eike Batista e vizinho de vocês fala mau dele que transformar um bairro melhor para vocês.

    • Gilberto Santos domingo, 14 abril 2013, 1:30 PM às 1:30 PM

      Cleyton Carlos, boa tarde. Parece que você não entendeu na íntegra a proposta do Vereador Paulo Messina pois o que ele está defendendo são os interesses da população do Rio de Janeiro e os possíveis impactos ambientais que as referidas obras podem ocasionar.
      Outra coisa que também se faz iminente e ter conhecimento de causa para argumentar algo, como o fato de você mencionar que o Vereador e vizinho do Eike e que ambos residem no bairro colocando em questão as intenções reais envolvidas. Conheço pessoalmente a 8 anos o Paulo Messina. Tive o prazer te trabalhar com ele por um bom tempo (antes de sua vida pública), sei de seu caráter e índole e lhe digo com certeza que você esstá no mínimo equivocado.

  6. Tania Ramalho sábado, 13 abril 2013, 8:44 AM às 8:44 AM

    Nem li, pois comecei e já me revoltei…. Queria dsaber pq essas coisas são feitas apenas nas áreas nobres do Rio de Janeiro. Tô muito cansada dessa desfaçatez… Meu Deus! Em Olaria e adjacências já houve três mudanças no rojeto original da Transcarioca e, até a presente datas, que os moradores tomassem conhecimento, somente uma audiência pública. Será que a bossa grana de impostos num é usada pelo poder público? Não é bem quista? Ah! Num força! E o pior….
    Vote certo!!!!!!!!!!!!
    Tem em quem votar ???????
    Quer conhecer alguém??? Chama pra passar as férias contigo ou dá poder a ele.
    O povo está realmente a mercê de….
    … É melhor nem dizer de quem!

  7. joeljannuzzi sábado, 13 abril 2013, 3:19 PM às 3:19 PM

    Aquela área já foi do povo, quase 40 anos do passado, qdo eu tinha 20 anos e se podia pescar por lá. Então cercaram tudo e ficamos proibidos e impedidos de passar e aquele caminho gostoso do início da Praia do Flamengo até a Marina da Gloria ficou privado. Agora esse projeto do ELKE vem consagrar e completar a perda de nossa área em beneficio desse poder nojento e corrupto apadrinhado por políticos inescrupulosos

  8. marcos domingo, 14 abril 2013, 9:44 AM às 9:44 AM

    eu vi o projeto, tem um hotel nao muito grande de luxo, e toda area sera reformada e urbanizada, para ficar muito melhor que agora que esta abandonada, eu acho que para o povo carioca vai ser uma boa coisa, o partido verde deveria se preocupar com a poluiçao da baia de guanabara e da lagoa rodrigo di freitas quem estao em pessimo estado!!!

  9. marcos domingo, 14 abril 2013, 9:50 AM às 9:50 AM

    acho tambem que o senhor ja tem muito trabalho para fazer na area que è da sua competencia ” educaçao e cultura “

  10. elcy domingo, 14 abril 2013, 2:31 PM às 2:31 PM

    Apoio o projeto 100%! Apenas, podemos pedir esclarecimentos para estarmos cientes dos detalhes, como diz o vereador. Mas a Mariona ficará mjuito melhor com o projeto de Eike Batista!

  11. Elza Maciel domingo, 14 abril 2013, 3:48 PM às 3:48 PM

    Tá arriscado um dia eu acordar e o Eike Batista ter comprado minha família com aval de governador,prefeito,deputados e veradores para ter isenção de imposto ainda por cima.ou num futuro n muito distante o Rio passar a chamar ‘ Balneario EBX’.

  12. Andrea domingo, 14 abril 2013, 3:54 PM às 3:54 PM

    Bom,do jeito q a Marina se encontra, estado de abandono total,tem q aparecer algum projeto.
    Qq um deverá se olhar c cuidado.

  13. Tânia Regina domingo, 14 abril 2013, 10:36 PM às 10:36 PM

    Penso que nos brasileiros devemos exigir mais cuidado dos nossos governantes, nem era preciso que fosse assim, pois é de competência deles, em cuidar do nosso Pais, porém jamais permitir que os que se acham poderosos pelo dinheiro, tomem conta. Se assim for, você que é a favor, daqui a alguns e não muitos anos, vai se ver proibido de andar livremente pelo seu Pais. Quero parabenizar Paulo Messina, pois mesmo(aparentemente) não sendo de sua competência, teve um olhar visionário e delicado. Meus Aplausos!

  14. Cotta segunda-feira, 6 maio 2013, 7:46 AM às 7:46 AM

    Lamentavel que as pessoas nao conseguem enxergar alem das falsas ‘melhorias’ prometidas neste projeto!
    Eike Batista, como ja sabido, e’ o ‘bode vei’ mais rico do Brasil, e’ portanto, um investidor kapitalista que investiu/jogou fundo nas campanhas politicas de Sergio Cabral e Eduardo Paes! E estes lacaios, pseudos representantes do povo, irao fazer de tudo pa entregar nossa cidade, assim como fizeram com o estadio do Maracana, aos kapitalistas que enriquecerao as custas dos recursos/estrutura turisticos da cidade/estado e por uma bagatela!
    Porque nenhum Kapitalista quer comprar nada em Nova Iguaçu, Xerem ou Duque de Caxias ??

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: