Diretoria Política Imunda

Pessoal,

Assim eu me referi a eles há algum tempo. Vejam o post abaixo.

imundos

Isso foi em 28 de Setembro, há um mês. Tantas outras vezes eu disse isso, por vezes demais inclusive, nos últimos 5 anos.

Hoje, finalmente, todos vão entender. A máscara dessa diretoria caiu e a verdade começa a aparecer. NÃO VOU ME CALAR, como nunca me calei. Eu sempre disse isso, agora é a hora de lembrar a todos. Não deixem de ver o vídeo no final deste post.

Fizeram um acordo em Brasília para limpar suas próprias barras das multas e roubaram descaradamente na votação de hoje. TRÊS VEZES, aliás.

blog-fim-greve

No STF, não só não disseram um “ai” sobre qualquer outra luta da categoria, como assinaram o acordo e ainda sairam elogiando a GRANDE negociação em entrevistas escritas e filmadas. O acordo, a portas fechadas, não contou com a presença dos professores – de verdade, aqueles de sala de aula, não militantes de PSOL, PSTU e PT. Os verdadeiros professores não participaram da negociação. Tiveram que voltar nos cinco ônibus antes do horário do término da reunião, porque tinha sido “organizado” assim pela diretoria, que, claro, voltou de avião.

Ora, foi armado pelo Ministro Fux? Então que se levantassem no meio e gritassem: “Não vou assinar! Nem sair elogiando, dizendo que foi “VITÓRIA”, como alardearam, inclusive nas redes sociais.

sepe-stf

A votação de hoje foi uma tragédia. Claramente se via que a continuidade da greve era maioria. Na primeira vez, quando a GREVE ganhou, melaram a votação. Começaram uma segunda. A GREVE ganhou outra vez, e o que fizeram? Deram um jeito de melar, de novo!

Na terceira vez, depois de muita revolta, decidiram contar manualmente, um por um, sob intensos protestos. Muita gente já tinha saído por causa da farsa armada. Ainda assim, era clara a vontade de continuar. Para quem assistiu, é só ver que havia muito mais gente de braço levantado e falando pela continuidade, do que pelo encerramento da greve.

Mas enfim, anunciaram o fim da greve com 1060 a 889. Já subtrairam um do outro? Dá 171. Mensagem subliminar? Resultado: Revolta geral, vejam os vídeos da mídia ninja. Acabou a greve, todo mundo de volta às aulas sem discutir o pedagógico. Mas a diretoria está livre das multas!

Ou seja, arriscar a pele dos profissionais de educação que estavam sofrendo ameaças de demissão e descontos, tudo bem! O jurídico do SEPE vai defendê-los, não se preocupem com os telegramas, podem se sacrificar pela causa! Agora, arriscar o próprio pescoço, não, é melhor vender a causa.

E as pobres categorias de apoio? Como sempre, massa de manobra. Alguém lembrou a eles que existem os Agentes Educadores, por exemplo? Ainda têm a cara de pau de criticarem os Auxiliares de Creche (agora, Agentes de Educação Infantil) de buscarem o caminho da negociação e das conquistas práticas.

Hoje, quem estava certo?!

blog1-messina-assembleia

Era melhor a guerra ou discutir emendas ao PCCR? Vocês sabiam que, antes disso tudo, eu tinha entrado em contato com essa diretoria e proposto trabalharmos nas emendas e negociarmos com o Executivo? Foi negado. Depois propus ir à assembléia para discutir com a categoria, foi negado. Insisti, sequer veio resposta, só a recebi pelo Jornal o Dia que… foi negado. Eles não me queriam na Assembléia. Por quê?

Não falo do dia da votação! Repudio a violência e todo mundo em sã consciência também! Estou falando da parte técnica, do plano propriamente. Para saber sobre a minha versão daquele dia de votação do PCCR, clique aqui.

Desde 2009 tenho guerras duras com essa diretoria. Conheço-os há muito tempo. Negociei a continuidade da existência das salas especiais, enquanto eles só queriam a guerra e não iam conseguir. Pronto, começou a inimizade. Com os auxiliares de creche, foi pior. Uma coordenadora do SEPE chegou a ter a cara de pau de me dizer que eu estava sendo oportunista em reduzir o tempo em sala de aula deles de 8 para 6 horas. Eu perguntei, “Por quê?”, e a brilhante (como sempre) resposta foi: “Nós lutamos por isso há TRINTA E SEIS anos”. Eu olhei bem para a cara dela e não me segurei: “Minha filha, eu teria vergonha de admitir incompetência com tantas letras como você acaba de fazer. É para eu deixar você continuar por mais 36 anos tentando?”.

Eles têm uma verdadeira rede de triturar reputações, mas mentiras não resistem ao tempo. Por que eu não pude discutir as emendas e o projeto com a categoria? O que levava um profissional da Educação que nunca me viu antes, me xingar sem sequer me conhecer?

E minha equipe rastreou, com a ajuda de um programa chamado SCUP, de onde começaram alguns jargões que usaram contra mim e ‘infectou’ parte da categoria. A metodologia utilizada por essa diretoria sempre foi: (1) Um diretor/coordenador começa postando em vários grupos uma mentira (como essa abaixo); (2) Um conjunto de cerca de 5 perfis fakes fazem repercutir concordando; (3) Outros diretores/coordenadores compartilham (nem sempre este item ocorre); (4) A categoria começa a tomar como verdade.

veranepo3

Em algumas assembléias regionais, a estratégia é reproduzida, pessoalmente.

É absolutamente mentira (mais uma) o que eu fiz parte do GT ou elaborei o texto do PCCS original. Meu trabalho foi nas EMENDAS, que o SEPE recusou-se a trabalhar e me deixar discutir com a categoria. Foi prometido à categoria que iam conseguir vencer a impossível batalha de votos, e não me deixaram apresentar um plano de contingência (como sempre fizeram, todos esses anos).

Sabem por que eu saí no dia 26/09 com a patrulha da polícia? Porque já tinham me informado que membros da diretoria estavam com pedras e líquidos diversos para jogar em mim na saída. Antes eu tivesse deixado eles jogarem! Usaram minha saída para continuar me atacando. Eu tenho o vídeo de dentro do carro, e é possível ver claramente os líquidos e ouvir 12 objetos jogados (sim, eu contei).

No dia 30/09, saí à pé, para mostrar a todos o que eles fariam. Além de várias coisas sendo jogadas, um deles com um jarra de café fervendo jogou nas minhas costas. Ficou claro?

Agora eu pergunto: o vereador Guaraná é líder do Governo, se alguém tivesse que ser taxado de “garoto de recados” e merecer a maior hostilidade, não seria ele? Afinal, ele é o representante direto das decisões do prefeito na Câmara. Como pode a diretoria do sindicado insistir tanto em mim? Mais do que qualquer outro vereador? Vejam abaixo, em todos os posts, sempre sobra uma pontinha para mim.

susana

Você, educador, que pensa… Já se perguntou POR QUÊ?

Por que alguém que está trabalhando por emendas e mudar o plano não pode colocar sua versão para a categoria? Por que essa pessoa é mais hostilizada que o líder do governo e o presidente da Câmara?

Mesmo depois de tudo isso, entreguei pessoalmente as emendas (já escritas) nas mãos da diretoria do SEPE. Está tudo filmado. Continuaram dizendo que não viram nada.

Assim como disseram que não participaram da elaboração do PCCS, e disseram que não pediram a urgência. No próprio site deles, está claro isso, neste dois links, que “a Comissão do SEPE esteve na prefeitura nos dias 11 e 12 de setembro para cobrar os compromissos assumidos”, entre eles a
tramitação em urgência.

blog5-messina-sepe-plano

Link 1: http://seperj.org.br/ver_noticia.php?cod_noticia=4591
Link 2: http://seperj.org.br/ver_noticia.php?cod_noticia=4595

Eu já disse em discurso do plenário para os demais vereadores: Tem que se fazer a distinção do que é o SEPE. O sindicato é a entidade que representa os profissionais da Educação. Merece respeito! A diretoria política imunda (boa parte dela, apesar de um ou outro ainda se salvar, por incrível que pareça) é outra coisa, que infelizmente está parasitando o corpo. Mas a maior conquista dessa greve – e minhas palavra estão claras neste discurso abaixo, “talvez a maior vitória dessa greve seja a reconquista do sindicato”.

Gostaria de terminar dizendo que não estou feliz com isso (o fim da greve). Gostaria de ter visto a base ter derrotado mais uma vez essa diretoria imunda, como fez lá no início. Mas se foi preciso isso para que todo mundo finalmente possa acordar e entender que o caminho da radicalização só atende aos interesses político-partidários deles, e que a negociação pode trazer conquistas reais para as categorias, podemos ter uma esperança.

Unam-se. Tomem o que é de vocês por direito. Sejam vocês a transformação que querem ver na Educação. VOCÊS PODEM FAZER O SEPE SER RESPEITADO, DEPOIS DOS 30 ANOS DE DOMÍNIO POLÍTICO-PARTIDÁRIO.

A luta… continua, mas agora sem ingenuidade.

Abraços,
Paulo Messina

26 pensamentos sobre “Diretoria Política Imunda

  1. Aparecida Maria Custodio de Souza sexta-feira, 25 outubro 2013, 10:08 PM às 10:08 PM

    Parabéns vereador por sua lucidez .É exatamente isto que penso desta política imunda!!!!E sou professora,mas não professo dessas idéias!!!!Há um engodo por trás disto tudo!!!Já vi este filme antes!!!São 43 anos de magistério e já vivenciei outras greves!!

  2. clayton sexta-feira, 25 outubro 2013, 10:19 PM às 10:19 PM

    Eu concordo plenamente com tudo isso que foi escrito, mas infelizmente todos os meus amigos que lutaram nas ruas com suas camisas pretas, agora estão chorando e se lamentando por ter dado tanto crédito à uma direção que os deixou no fim na deriva e fugiu do barco igual aquele comandante italiano.

  3. Katia de A. A. Caiaffa sexta-feira, 25 outubro 2013, 10:21 PM às 10:21 PM

    Muito bom!!! “Enfim, o tempo vai mostrar a todos …”

    “E as pobres categorias de apoio? Como sempre, massa de manobra. Alguém lembrou a eles que existem os Agentes Educadores, por exemplo?”
    A luta continua,, ainda temos esperança!!

  4. Lidiane sexta-feira, 25 outubro 2013, 10:25 PM às 10:25 PM

    Sou agente Educadora, e como o senhor falou somos sempre a minoria esquecida. Isto é frustrante já que sempre pregam que é pelo bem de toda categoria da educação. No fim das contas nem os próprios professores conseguiram nada em cima de suas revindicações. Estou chocada, triste e indignada. Já perdi minhas esperanças há tempos!

  5. Juan Carlos tomsic salustio sexta-feira, 25 outubro 2013, 10:29 PM às 10:29 PM

    A melhor das emendas, nem sequer foi tocada: o aumento no percentual entre os níveis…continuam os míseros 4%…nem gorjeta é assim!!!!

  6. alberto sexta-feira, 25 outubro 2013, 10:33 PM às 10:33 PM

    Já escrevi algumas vezes para você colocando o que penso!
    E mais um vez vou colocar o que penso!
    Me chamo josé alberto sou Agente educador de uma escola no bairro do Jacaré eu votei no Eduardo Paes eu confiei nele e achei que ele iria fazer algo pelo menos pelo pessoal de Apoio dando um aumento melhor e não me deixar ganhando aquela esmola que ele me paga! R$ 723,76. Da mesma maneira eu dei um crédito ao SEPE até fui a algumas assembléias e como muitos eu acreditei até que em alguns momentos eu vi a bandeira do PSTU aí pensei tem partido politico envolvido nisso?
    Bom eu achei que eram só pessoas pedindo um aumento eu não fui pra rua pra pedir R$ 4.000,00 MIL REAIS eu fui pedir uma melhorada, pois esse cargo não esta suprindo nem a minha necessidade básica que é a de alimentação que dirá as minhas outras necessidades!
    Tem até gente chamando você Paulo de garoto de recado do Eduardo, mas pra te falar a verdade na minha situação eu não estou nem aí se vc é ou não é se estão querendo derrubar você ou não!
    Cara a minha situação não me permite me deixar escolher quem vai me ajudar ou até qual o vereador que vai me ajudar!
    A ata do SEPE pedia três salários e meio para o pessoal de apoio!
    Messina seja honesto comigo o Prefeito chorou para pagar o que esta me pagando antes eu ganhava R$ 626,00 AGORA R$ 723,76 você acha que ele realmente ia me pagar três salários e meio? Ou será que eu só fui pra rua pra encher mais a rua e a midia dizer na TV… ” OLHA QUANTOS PROFESSORES ESTÃO ADERINDO A GREVE”!
    Olha se vc for fazer mesmo fazer algo por nos faça porque essa categoria que esta esquecida a anos de AGENTE EDUCADOR II e INSPETORES não sabe mais a quem recorrer!
    Estou até tentando fazer reuniões com os AGENTES e INSPETORES num sentido de unir as pessoas não é nada de fazer um novo grupo!
    É união mesmo!
    Tem muito Agente e Inspetor ficando doente e foi por isso que pedimos a redução de carga horária e sobre nosso salário a realidade dos números esta aí !
    Eu não sei a quem pedir por isso estou escrevendo!
    Enfim,….
    Na nossa situação estamos atirando para todos os lados!
    Grande abraço!
    Alberto.

  7. Adonias Junior sexta-feira, 25 outubro 2013, 11:57 PM às 11:57 PM

    Caro Paulo Messina, é muito bom saber que existem pessoas como o senhor que,apesar de ter ciência que será execrado por alguns grupos, vem através de um canal “oficial” colocar a sua opinião a respeito das coisas. Quero que saiba que, como já disse, não votei no senhor, mas sua sobriedade nessa questão (apesar da “emoção” exacerbada em algumas respostas no facebook, muitas vezes em reposta a ataques) me fez acompanhar melhor sua trajetória e, mais que isso, ter respeito pela sua frente de luta. Uma guerra é ganha com estratégia e não com o simples enfrentamento. Não sou A.E. mas concordo com o Alberto e acho que a grande luta agora é pela redução da carga horária desses profissionais que estão o tempo todo em contato com as crianças e são muito exigidos no dia a dia de nossa rede. São pessoas, em sua maioria, dedicadas e preocupadas com os alunos, por muitas vezes servindo de conselheiros, papel que sempre coube aos professores “gente boa”. Outro grupo que merece que o sr. dedique um bom tempo de estudo e trabalho é o das merendeiras que, como sabemos, são cozinheiras e merecem esse reconhecimento (não importa que sempre tenham sido merendeiras, pois estamos na Era do Conhecimento e ele pertence a todos). Sabemos que o salário mínimo regional de uma cozinheira é cerca de R$ 50,00 maior que o nível inicial da categoria “merendeira” e é simplesmente por repeito a essas mulheres e homens valentes e guerreiros que, também, devemos lutar, além da luta pelos professores que são merecedores de todo nosso carinho por sua abnegação. Sou SE, temos também nossas reivindicações, mas, como o nobre vereador sempre deixa claro, a luta deve ser contínua e todas as categorias terão sua vez. Pode contar com o meu apoio!

  8. Márcia Regina Alves sábado, 26 outubro 2013, 12:04 AM às 12:04 AM

    FIM DA GREVE
    Vivemos esperando
    O dia em que
    Seremos melhores
    (Melhores! Melhores!)
    Melhores no amor
    Melhores na dor
    Melhores em tudo
    Oh! Oh! Oh! (Jota Quest – Dias Melhores)

    VOTEI NA CONTINUIDADE DA GREVE, MAS COMPREENDI OS COLEGAS QUE VOTARAM PELO FIM DA GREVE.
    A QUESTÃO NÃO É A GREVE TER TERMINADO; É AFORMA COMO TERMINOU.
    O que levou o SEPE a agir assim?
    O que é conciliação? (TJ PARANÁ)
    “É um meio alternativo de RESOLUÇÃO DE CONFLITOS em que as partes confiam a uma terceira pessoa (NEUTRA), o conciliador, a função de aproximá-las e orientá-las na CONSTRUÇÃO DE UM ACORDO. O conciliador é uma pessoa da sociedade que atua, de forma voluntária e após treinamento específico, como facilitador do acordo entre os envolvidos, CRIANDO UM CONTEXTO PROPÍCIO AO ENTENDIMENTO MÚTUO, à aproximação de interesses e À HARMONIZAÇÃO das relações.”
    Houve conciliação? Claro que não. O que aconteceu foi uma negociata.
    Significado de Negociata no Dicionário Online de Português. O que é negociata: s.f. Negócio em que há trapaça; negócio suspeito, desonesto….
    Minimamente esse SEPE foi desonesto, entre outras coisas, porque levianamente dizia que não deveríamos nos contentar com o mínimo e nos obriga a ficar com “menos” que o mínimo.
    Fico imaginando qual o motivo que levou-os a agir assim. Prefiro o Devaneio que leve-me a imaginar que foram ameaçados na sua integridade do que imaginar que para não deixar o SEPE morrer (as multas), massacraram professores e funcionários da educação ou que se venderam.
    Vivemos esperando, o dia
    que Paes e Eduardo sejam derrotados na eleição, que todos os Fuxes deixem de existir e que esse SEPE não nos represente.
    Dias melhores, com certeza.

  9. lilia maia sábado, 26 outubro 2013, 6:35 AM às 6:35 AM

    Que orgulho do meu voto!!!!!!!!!!!!!!!! Messina você é uma exceção nesta política imunda que temos no RIO!!!!

  10. Romilda Duarte sábado, 26 outubro 2013, 7:14 AM às 7:14 AM

    Meu nome é Romilda Duarte, sou merendeira do municipio do RJ, do qual o atual prefeito se nega a reconhecer q somos cozinheiras de fato, com a desculpa esfarrapada q o concurso foi feito p o nível de 4série e ainda dizer q só sabemos fazer as 4 operações de matemática, só faltou nos chamar de analfabetas.
    Nós cozinheiras, só queremos o q nos é de direito, todas q estiveram na luta e q tive o prazer de conhecer chefes de familias q sustentam suas casas com a miséria q ganham e estão totalmente quebradas, digo sim QUEBRADAS, pois hj depois de vários anos dedicação á cozinha da prefeitura, muitas ñ tem nem como comprar remédios p aliviar suas dores adiquiridas na cozinha da prefeitura, se quer quando se aposentam, ñ podem nem fazer comida p suas familias e nem limpar suas próprias casas.
    Buscamos sim este reconhecimento, mas o prefeito ñ está nem aí p isso, pois ñ é a mãe dele q trabalha em uma cozinha q no verão o calor é insuportável e ñ podemos colocar nem ventilador p amenizar o calor e ainda tem resposta debochada p nós como falou uma senhora da CRE quer ficar fresquinho, vai trabalhar no frigorifico!!! esta foi a resposta de uma senhora da CRE a um merendeiro quando foi reclamar do calor q fazia na cozinha, é assim q somos tratados como restos e apoio.
    De ante mão quero dizer q ñ sou resto e nem apoio de ninguém, pois ñ sou bengala, sou funcionária como qualquer outra pessoa, pois prestei concurso público como todos, paguei por ele oq nos difere é a função, ñ estou nem embaixo e nem acima de ninguém, somos todos iguais.
    No momento, eu particularmente ñ confio mais em ninguém, só levo desta greve a amizade q conquistei de mulheres guerreiras, fortes e q ñ fugiram da luta e foram até o fim, mulheres q acordaram q tiveram a coragem de sair de suas cozinhas,p lutar por uma condição de trabalho melhor.
    Tenho orgulho dessas mulheres, pois com elas aprendi q lutar é preciso e q desistir é uma palavra boa somente quando é falada assim: Desisti de DESISTIR!!!
    Continuaremos na luta, mas agora, temos q nos refazer e pensar com a razão e ñ com o coração!!!

    Att,
    Romilda Duarte

  11. sam sábado, 26 outubro 2013, 8:50 AM às 8:50 AM

    Oi Messina! Sensacional adorei a materia. O sepe é um lixo! uma vergonha pra educação Brasileira! uma diretoria muito imunda mesmo que devia ser excluida do planeta!!!!! Parabéns amigo..estamos empre com vc!

  12. Angela sábado, 26 outubro 2013, 10:07 AM às 10:07 AM

    A Assembléia durou mais do que devia,isto denotou claramente ser mais uma forma de esgotar a participação dos grevistas e fazê-lo desistir de permanecer na mesma, pelos discursos de rendição da mesa do sindicato, pelo excesso de participações nas falas,provocou desgastes físicos e emocionais.Tudo isto é uma forma de manipulação política orientados pelos partidos de filiações dos elementos deste SEPE mais do que cansado e sem credibilidade.É sempre assim:convoca-se um movimento,manifestações, discursos de justiceiros, usam a categoria,aplaudem políticos aliados, aparecem na mídia e aceitam as migalhas.Será que a categoria tão digna dos profissionais de ensino ainda não perceberam que estas situações sempre acontecem em anos pré-eleitoreiros?Em 2014 veremos estas carinhas do sindicato nas campanhas partidárias podem apostar.

  13. Marco Mello sábado, 26 outubro 2013, 11:19 AM às 11:19 AM

    Talvez eu esteja sendo otimista demais ao escrever o que escrevo, mas, com toda certeza, em 30 anos de eleitor, não havia presenciado um político fazer o que você, Paulo Messina, vem fazendo.
    A sua luta pela educação de qualidade é tanta, que a sensação que tenho é de que não existe um político à frente desta luta, e sim um profissional da educação. Já não há mais diferença entre nós e você. Tudo se transformou em uma coisa só.
    Espero, de coração, que você, Paulo Messina, alcance os mais altos cargos do colegiado e siga e suba e vá em frente, sempre lutando pelos ideais do povo. Deus, quando lhe colocou na Câmara dos Vereadores, (digo Deus porque, certamente, aqueles que lá estão, não estão lá por vontade Dele), sabia o que estava fazendo e tinha confiança em você, Paulo Messina.
    Siga em paz o seu caminho, pois muito em breve, seu trabalho será reconhecido nacionalmente.

  14. Ana Maria Nasciment sábado, 26 outubro 2013, 2:24 PM às 2:24 PM

    Parabéns Paulo Messina , a verdade sempre aparece

  15. Iranildo da Silva sábado, 26 outubro 2013, 3:20 PM às 3:20 PM

    paulo messina, vc. è o exemplo p/ esses po´liticos em se tratanto de educação.obrigado por dá a cara à tapa pela a gente da educação.Iranildo da Silva. ag.eduacção infantil.ex.aux.de creche.

  16. Barbara Araújo sábado, 26 outubro 2013, 5:11 PM às 5:11 PM

    Sempre apostei em vc,Messina!
    Me xingaram,me maltrataram e viraram a cara,várias vezes,que tentei alertá-los,contra essa radicalismo todo,assim como a lavagem cerebral que se permitiram sofrer..
    Sempre em minhas postagens,nas redes sociais,mencionava sua vontade política e visível lucidez e todo o empenho que dispensou,quando nós,os prof II 40h estávamos sem perspectivas de melhorias,em relação à injustiça que sofremos desde o edital do concurso.

    Você não me decepcionou!
    Quanto a isso tudo que ocorreu ,em relação ao SEPE,eu só faltava levantar a plaquinha,onde lê-se:”Eu já sabia!”
    Parabéns,por manter-se sóbrio e comedido!
    Abraços!
    Barbara Araújo
    Prof II 40h.

  17. ALZIRA sábado, 26 outubro 2013, 6:01 PM às 6:01 PM

    Suas palavras são muito bonitas , mas não entendo porque nos remendos não há equiparação dos prof. 22,30 com os de 16h. Porque não temos o direito de enquadar a pós. Muitos pontos foram deixados de lado nos remendos e nas negociações. Quem está mais errado? Há 2 anos deixei documentos sobre minha inaptidão para 2ª mat. e até hoje nenhuma resposta, mesmo que negativa. É difícil acreditar em todas essas palavras. Quem é que está errado?

  18. Monica Couto sábado, 26 outubro 2013, 11:53 PM às 11:53 PM

    Acho muito legal essa capacidade que o ser humano tem de trocar de opinião tão rápido! Só gostaria de saber pq durante todo o tempo o senhor não mostrou sua defesa, tendo em vista uma investigação já pronta e todos os fatos bem relatados com datas e filmagens.
    Sou professora da rede, e sim, tive muita raiva de tudo que li e ouvi sobre sua pessoa, mas ainda não me convenci da sua santidade nesse caso…o tempo é o pior inimigo das mentiras, confiemos nele.

    • Paulo Messina domingo, 27 outubro 2013, 6:00 AM às 6:00 AM

      Monica, mostrei várias vezes, já tinha falado tanto no passado. Neste post, apenas fiz uma coletânea de coisas já faladas antes, como o vídeo e o recorte do post no facebook. Estou repetindo agora.

  19. Cassiana domingo, 27 outubro 2013, 3:38 AM às 3:38 AM

    Sinceramente o plano aprovado com as emendas conseguiu sair pior que o esperado. Se o senhor quisesse realmente ajudar, não votaria neste plano no dia 1/10. É muito lindo o seu texto de repúdio à diretoria… mas completamente sem fundamento. Por que não colocou em seu blog as suas propostas de emenda para o plano e dialogou diretamente com a categoria, já que a direção não lhe deu ouvidos. Garanto que em um minuto todos estariam participando conjuntamente. Por que só agora que os ânimos estão inflamados é que vem colocar tudo à tona… Não sei, posso estar enganada… mas tem muita coisa por trás disto. Eu estou indignada com tudo, até porque participei efetivamente de tudo que podia, inclusive da ida até Brasília. Mas sinto que ganhei e muito com isto, e realmente não há preço que pague, nem mesmo as bombas e tiros que eu e meus companheiros levamos, as feridas no corpo e na alma, as internações e prisões de companheiros, intransigência de um governo mimado… etc. vão tirar de nós a nossa maior conquista: Classe de Profissionais da Educação Unidos!!! Ahh espero que publique meu comentário, afinal é desta forma que demonstramos o nosso caráter.

  20. Bruno Silva domingo, 27 outubro 2013, 10:06 PM às 10:06 PM

    Agora a Educação Carioca precisa estar unida. Profissionais das unidades escolares devem pensar em uníssono em um real plano de cargos e salários justo.

  21. DANIELE segunda-feira, 28 outubro 2013, 1:01 PM às 1:01 PM

    FICO MUITOO FELIZ EM SABER QUE VOTEI EM UM VERDADEIRO POLÍTICO!!!! DEUS ABENÇOE VC PAULO MESSINA!!! VC SIM ME REPRESENTA!!

  22. Jane segunda-feira, 28 outubro 2013, 7:34 PM às 7:34 PM

    Vereador!
    Gostaría de saber como ficou a situação dos funcionarios da V Par,já temos alguma solução? Obrigado.

  23. Cristiane quinta-feira, 31 outubro 2013, 8:21 PM às 8:21 PM

    Boa noite vereador Paulo Messina.
    Sou AAC e gostaria de saber se nosso aumento junto com a nossa gratificação demora muito a sair? Pois pl ja foi aprovado e publicado o q falta ainda? Aguardo uma resposta.

  24. Elizangela quinta-feira, 31 outubro 2013, 10:43 PM às 10:43 PM

    Vereador Paulo Messina, fiquei muito decepcionada com tudo que aconteceu em relação a greve e antes da greve. Votei em você porque senti segurança, honestidade e dignidade na sua fala, quando você se apresentou na comunidade onde moro no Parque União, mas hoje estou triste com tudo e ao mesmo tempo um pouco desanimada, já que trabalho na área da educação e vejo como meu trabalho é desvalorizado em relação aos demais. Sou Agente Educadora, vejo e sinto na pele a exclusão da nossa categoria por ser menor. Na verdade em uma escola só o professor, direção, auxiliares de creche e secretario escolar são valorizados, e isso é visto nas redes de comunicações e nas redes sociais, em nenhum momento se fala no Agente Educador que é tratado como o Faxinildo do Zorra Total, ou seja quebra galho. Nós sempre somo os últimos em tudo, ninguém em nenhum momento pensou em nossa categoria. Será que nas eleições nosso voto também não terá valor? Estou cansada de ser tratada como um cargo qualquer e que faz falta na escola porque é o que faz tudo e tem que assumir tantas responsabilidades. Pressões são feitas mais cadê a valorização profissional, incentivo e reconhecimento. Responsabilidade sem reconhecimento nem Jesus Cristo aguenta. Gosto da área da Educação, trabalho com amor a minha profissão e quero fazer jus a ela, mas gostaria de saber porque todos dentro de uma escola tem que estar sempre se reciclando, ganhando bônus cultura, livros e ingressos para ir ao cinema ou teatro. Alias quem pega mesmo no pesado fica esquecido, as auxiliares de creche tem uma das vantagens, trabalham só com aquelas crianças que pertencem aquela sala, se focam só nelas que costumam ser entre 18 a 22 crianças e são três auxiliares de creche mais uma PEI. E nós Agentes educadores, normalmente somos um ou dois para 700 alunos, atender a Coordenação, a Direção, pegar material que falta para todas as salas, controlar o almoço ( liberar 4 turmas e conforme vão subindo a rampa, pedimos para descer mais uma turma), arrumar almoxarifado e ver o que falta, entregar matérias para os alunos como: uniforme, sapatos, lápis, borrachas, mochilas, ficar com turmas quando os professores tiram suas folgas e etc…, render professores para ir ao banheiro ou reunião, vigiar banheiros e outras coisas mais. Será que o nosso cargo é tão desvalorizado como o nosso salário, o que faremos com r$ 980,00 que na verdade é menos que um salário e meio. Será que pagando aluguel e tendo que investir nos meus estudos, será que dá? Nós não temos tempo nem para ir ao banheiro porque se uma vai a outra tem que ficar, e quando eu trabalhava sozinha que não tinha tempo para nada. Será que alguém algum dia pensará na nossa categoria, por ser menor vamos ficar esquecidos? Uma escola sem Agente Educador é uma Escola sem rumo e sem direção. Gostaria de saber porque você como Vereador não unificou e não buscou melhorias também para nossa categoria junto aos Auxiliares de Creche. A direção da Escola onde trabalho presenteia a todos os funcionários com uma folga no mês, as únicas que não ganham folga somos nós Agentes Educadores. Ela alega que uma sozinha não dá, quem irá entregar as pastas de cada turma, entregar papel higiênico e outras coisas que citei acima. Estou cansada de me olharem como desdém, a pior coisa e a humilhação como profissional e ainda quando ouço o seu salário faz jus ao seu cargo. Isso que é triste, conheço vários Agentes Educadores que estão da mesma forma que estou, alguns já pensam em pedir exoneração do cargo, devido as cobranças, humilhações e ser o último a tudo. Imagine Vereador se fosso fosse tratado dessa forma em seu local de trabalho. Como se sentiria? Quando temos incentivo salarial aguentamos tudo, mas quando trabalhamos quase de graça e levando broncas o tempo todo. Cada sala libera um ou dois alunos para irem ao banheiro. Imagine 15 salas liberando ao mesmo tempo. Fica difícil de controlar.
    Desculpe pelo desabafo, mas essa e a nossa realidade. Se o Senhor Jesus tocar em seu coração e você achar que pode fazer algo por nós. Agradecemos e vamos ter certeza que além de Deus alguém olha por nós.
    Tenha uma Boa Noite.
    Me posicione, por favor.
    Um forte abraço.

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: