Fim do 1º Semestre de 2015

categorias

Pessoal,

Nesta terça-feira (30/06), dia de encerramento das atividades do plenário da Câmara Municipal antes do recesso de julho, fiz um balanço das principais demandas que estamos trabalhando na Educação do Município. Confiram o vídeo abaixo e ajudem compartilhando!

Abraços!

 

8 pensamentos sobre “Fim do 1º Semestre de 2015

  1. leila terça-feira, 30 junho 2015, 10:21 PM às 10:21 PM

    Boa noite! Enquanto isso que a preocupação agora é com a educaçao e os porteiros fica aonde? Tem q ir para justiça para receber! Quantas pessoas ficaram desempregada e chefe de familia! O senhor não diz nada?

  2. Pedro Ernesto Stilpen terça-feira, 30 junho 2015, 10:27 PM às 10:27 PM

    Precisamos ter de volta o canto orfeônico nas escolas, para valorizar as grandes obras brasileiras e promover a harmonia entre os alunos.

  3. Cézar terça-feira, 30 junho 2015, 10:51 PM às 10:51 PM

    A SITUAÇÃO DAS MERENDEIRAS foi uma decepção! Prometeu-se tanto, deu prazo, fez reuniões diversas ABSOLUTAMENTE PRA NADA! Onde estão as promessas feitas para o pessoal? Não tem sequer uma justificativa… Faze o que? Agora Vossa Excelência luta pelos diretores das escolas. COMO SÃO DIRETORES, DEVE CONSEGUIR…

  4. Viviane Costa dos Santos quarta-feira, 1 julho 2015, 1:44 PM às 1:44 PM

    Sábias e coerentes palavras vereador Messina. Obrigada pelo empenho e trabalho dedicado. Sigo acreditando no senhor. Viviane Costa Agente Educadora II.

  5. Lilian Luzia quarta-feira, 1 julho 2015, 3:46 PM às 3:46 PM

    Uma semana de recesso escolar , sem direito a recuperação no fim deste semestre … As escolas públicas deveriam ter ao menos duas semanas de recesso , sendo a segunda semana de julho dedicada a recuperação !!

  6. Marcus quarta-feira, 1 julho 2015, 3:50 PM às 3:50 PM

    Precisamos urgente de reajuste no sodexo… Não dá pra fazer compras com 12 reais por dia trabalhado.

  7. Roseléa Siles quarta-feira, 1 julho 2015, 9:06 PM às 9:06 PM

    Boa noite vereador.
    Certamente que todas as pautas trazidas nesta plenária são de suma relevância e urgentes, no entanto não é verdade que o professor que tem falta por atestado ou injustificada é mal profissional, isso precisa ser revisto ou soará como uma afirmação leviana, peço perdão pela palavra, mas sou assídua e possuo os dois casos de faltas, quantos aos atestados foram porque realmente estive doente e impossibilitada de lidar com vinte e tantos alunos de 2 nos de idade, o nosso cotidiano não é facil, trabalhamos duro sentando no chão, cantando, falando, mediando aprendizagens, cuidando, dando banho, escovando dentes, cumprindo o burocrático, mal conseguimos beber uma água ou ir ao banheiro, então quando um médico atesta a sua não condição de trabalho o senhor põe em questão? E o caso de falta injustificada, no meu caso aconteceu porque morando em São Gonçalo e trabalhando em Pe Miguel é impossivel ser totalmente pontual todos os dias, e ja houve dias de engarrafamentos maiores do que os costumeiros para quem vem de Niterói, não sei se é de seu conhecimento, mas não é fácil para nós chegarmos no horário todos os dias morando em São Gonçalo ou Niterói e trabalhando no Rio de Janeiro, e ter diretor que dá a falta por impontualidade e nos prejudica, pego 6 conduções por dia, e ainda assim me considero uma professora dedicada, apesar de algumas poucas ocorrências como estas, faço dobra desde o dia que entrei no municipio, saio da minha casa enquanto o Sr. ainda dorme, as 4h da manhã para estar no trabalho as 7h, tenho mãe doente, marido desempregado, filhos estudando, não vou poder migrar? Sou Professora qualificada por universidade pública na graduação e no mestrado em Ed. Infantil e Políticas Públicas, dou o meu melhor para o meu aluno em qualidade de interações com o conhecimento apesar dos entraves causados pela formação precária de quem está na ponta, e por não ser oriundo da Ed. Infantil, desconhece as peculiaridades desta modalidade de ensino, os cursinhos rápidos da rede sem a devida supervisão, não dão conta de qualificar este espaço a altura, bem esse já é um outro assunto, mas me assusta ser tratada como mal profissional pelo Sr. quando coloco meus conhecimentos à serviço desta rede? Pelo amor de DEus!!!
    E para encerrar, o Sr tem conhecimento de que trabalho aos sábados, para ter um dia para tratar de pendências em banco ou outras coisas que o profissional de 40h não tem tempo de fazer? Pois bem, normalmente as reuniões de pais acontecem aos sábados, bem como as festividades julinas,estes sábados deveriam ser negociados com a direção para o dia que o trabalhador precisar faltar para resolver algo certo? Errado, pois a minha diretora acaba de me dar falta, mesmo eu tendo um sábado na casa, pois segundo ela esse sábado só será dado quando ela puder!!! É louca? Acabo de levar uma falta dessas, faço o que? Processo? Denuncio? Pois é vereador além de termos que lidar com todas as arbitrariedades que envolvem o cenário da Educação Publica ainda temos de lidar com esses processos que dificultam a nossa vida.
    Gostaria de lhe pedir que dê a devida atenção ao que nos foi dito pelo Senhor, que todo PEI que quisesse migrar a este seria concedido tal direito! Ou não foi? Aguardamos uma reconsideração sobre este assunto, e que o Sr. que no momento representa a nossa causa nesta Casa, consiga nos mostrar para os demais vereadores por este Raio X. Pois é muito desgastante para nós dormirmos na incerteza de que a nossa dupla regência será mantida ou ocupada por um colega que migrou. Se servimos para trabalharmos na DR nada justifica a impossibilidade de migrarmos como os demais.
    Obrigada pela sua atenção, e desculpe-me pelo desabafo!

  8. silvia falcao quarta-feira, 1 julho 2015, 9:43 PM às 9:43 PM

    Caro vereador, sou pei e migrei para 40h, mas estamos sendo obrigados a cumprir 50h. até quando isso? como fica a situação de quem se recusa a fazer essa complementação? obrigada

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: